Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PIB do 4º tri é compatível com perspectiva de atividade maior no início de 2024, diz Fazenda

    Economia brasileira cresceu 2,9% no ano passado

    Prédio do Ministério da Fazenda em Brasília
    Prédio do Ministério da Fazenda em Brasília 14/02/2023 - REUTERS/Adriano Machado

    Reuters

    O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre de 2023, com estagnação frente ao trimestre anterior, é compatível com perspectiva de maior ritmo de expansão da atividade nos três primeiros meses deste ano, avaliou a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Fazenda nesta sexta-feira (1º).

    A SPE ponderou que a indústria voltou a avançar no último trimestre do ano passado, enquanto o ritmo de serviços deixou de desacelerar.

     

    “Por ora, a expectativa de crescimento da SPE para o PIB de 2024 é de 2,2%”, disse a secretaria em nota, prevendo um crescimento mais homogêneo entre atividades impulsionadas pelo patamar menos contracionista dos juros e as atividades não-cíclicas.

    De acordo com o IBGE, o PIB brasileiro cresceu 2,9% no ano passado.

    O resultado ficou acima da expectativa do mercado, que esperava alta de 2,2% no ano, de acordo com pesquisa da Reuters. O governo esperava alta de 3%, em linha com o crescimento registrado em 2022.

    O maior destaque positivo, segundo o IBGE, foi a agropecuária, que cresceu 15,1% de 2022 para 2023.

    Indústria e serviços também tiveram crescimento, de 1,6% e 2,4%, respectivamente.