Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Produção de energia solar no Brasil sobe mais de 50% em janeiro, diz relatório

    Capacidade de parques solares no país se aproxima da potência da usina de Itaipu

    Total de parques solares no país equivale a potência da usina de Itaipu
    Total de parques solares no país equivale a potência da usina de Itaipu REUTERS/Iván Alvarado

    Thiago Félixda CNN São Paulo

    A produção de energia solar no Brasil cresceu 52,4% em janeiro, se comparado ao mesmo período do ano anterior. O levantamento feito pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), antecipado à CNN, mostra que o país conta com 425 empreendimentos solares ligados ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

    Considerando a matriz energética brasileira, todos os complexos de energia solar totalizam uma capacidade instalada de 12.167 megawatts, quase equivalente à potência da usina de Itaipu (14.000 megawatts).

    Os dados consideram apenas eletricidade produzida dentro do mercado regulado, deixando de fora produtores individuais, que integram a chamada “geração distribuída”. 

    O estado de Minas Gerais é o maior produtor, com praticamente 100 usinas, somando a capacidade instalada superior a 3 gigawatts. A região com mais fazendas solares é o nordeste, local com altas temperaturas, pouca chuva e tempo fechado, características que favorecem a geração de energia desta modalidade.

    O resultado fechado de toda energia gerada no país em 2023 bateu recorde de fontes renováveis.

    No ano passado, 93,1% de toda eletricidade gerada veio de fontes renováveis, como hidrelétricas, parques eólicos, fazendas solares e usinas a biomassa, informação publicada em primeira mão pela CNN.

    Já as hidrelétricas, por anos protagonistas na matriz elétrica nacional, tiveram um crescimento de apenas 1,2%, considerando o período de doze meses.