Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Waack: Surpresa de Lula com os números das contas públicas

    A surpresa do presidente é no mínimo curiosa, pois o Brasil vive uma situação de longo prazo na qual o governo aumenta impostos de um lado e concede benefícios fiscais de outro

    Lula em evento do G7 na Itália
    Lula em evento do G7 na Itália 14/06/2024REUTERS/Louisa Gouliamaki

    William Waack

    Segundo dois ministros, o presidente Lula foi apresentado hoje a um Brasil que ele não conhecia. O chefe de Estado e governo ficou muito surpreso ao saber que o país que ele preside pela terceira vez concede benefícios tributários que passam dos R$ 600 bilhões.

    Pelo jeito, ele começou o terceiro mandato ignorando essa realidade básica, pois no primeiro ano de seu atual governo foram instituídas mais 32 desonerações tributárias, com um impacto de quase R$ 70 bilhões na arrecadação.

    A surpresa do presidente é no mínimo curiosa, pois o Brasil vive uma situação de longo prazo na qual o governo aumenta impostos de um lado e concede benefícios fiscais de outro, e está em busca de um difícil equilíbrio das contas, apoiando-se sobretudo no aumento da receita. Palavras bonitas foram ditas de novo hoje em Brasília, anunciando que o governo busca algum tipo de corte de gastos.

    Os ministros apresentaram a Lula gráficos para ele entender a evolução das despesas, para que ele possa se familiarizar com elas, disse o ministro da Fazenda. De novo, um dado curioso, pois é uma das questões mais debatidas desde a PEC da Transição, que deu a Lula um formidável espaço extra para gastar.

    Ele ficou surpreso também ao saber — hoje, apenas hoje — que a carga tributária como proporção do PIB caiu no ano passado.

    Ficou combinado que a equipe econômica vai entregar a ele alternativas para equilibrar as contas públicas. Não se sabe ainda quais, nem o que Lula fará conhecendo agora melhor o país.