Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vigilantes do Peso encerra operações no Brasil, diz empresa em nota

    Empresa tem sofrido concorrência dos medicamentos com GLP-1 para diabetes, como Ozempic e Wegovy, usados para emagrecimento

    Recentemente, as ações da companhia despencaram quase 70% após Oprah Winfrey anunciar sua saída do conselho da WeightWatchers (WW)
    Recentemente, as ações da companhia despencaram quase 70% após Oprah Winfrey anunciar sua saída do conselho da WeightWatchers (WW) Imagem: Unsplash/i yunmai

    Marien Ramosda CNN*

    A empresa de emagrecimento Vigilantes do Peso, controlada pela WW International, afirmou em nota que está encerrando suas operações no Brasil.

    “Sabemos que isso pode ser decepcionante e agradecemos a todos os nossos dedicados colaboradores e leais membros assinantes por seu apoio ao longo de todos esses anos”, disse a empresa.

    Os clientes terão suas assinaturas canceladas 30 dias após o pagamento da próxima mensalidade.

    Sobre os motivos, a CNN entrou em contato com a Vigilantes do Peso e não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

    Recentemente, as ações da companhia despencaram quase 70% após Oprah Winfrey anunciar sua saída do conselho da WeightWatchers (WW), como a organização é conhecida nos EUA. Ela participava do conselho desde 2015.

    As causas não foram revelados, mas a WW afirmou que decisão não foi resultado de “qualquer desacordo” ou “qualquer assunto relacionado às operações, políticas ou práticas da empresa”.

    A Vigilantes do Peso tem sofrido concorrência dos medicamentos com GLP-1 para diabetes, como Ozempic e Wegovy, muito usados para emagrecer.

    Inclusive, em dezembro de 2023, a WeightWatchers lançou nos EUA um novo plano de associação para membros que tomam esses tipos de medicamentos, com acesso a médicos que podem prescrever esses ativos, bem como planos de nutrição diária, coordenação de seguros e outros programas para perda de peso.

    *Sob supervisão de Marcelo Freire