Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Prejuízo da Boeing cai pela metade em um ano e chega a US$ 1,64 bilhão no 3º tri

    Fabricante registrou prejuízo por ação de US$ 3,26

    Receita da Boeing teve expansão anual de 13% no trimestre
    Receita da Boeing teve expansão anual de 13% no trimestre REUTERS/Benoit Tessier

    Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

    A Boeing teve prejuízo líquido de US$ 1,64 bilhão (R$ 8,22 bilhões) no terceiro trimestre de 2023, representando cerca de metade da perda de US$ 3,3 bilhões (R$ 16,53 bilhões) sofrida em igual período do ano passado, segundo balanço publicado nesta quarta-feira (25).

    Com ajustes, a fabricante de aviões norte-americana registrou prejuízo por ação de US$ 3,26 (R$ 16,33) entre julho e setembro, maior do que a perda de US$ 3,18 (R$ 15,93) estimada por analistas consultados pela FactSet.

    A receita da Boeing teve expansão anual de 13% no trimestre, a US$ 18,1 bilhões (R$ 90,67 bilhões), superando levemente o consenso da FactSet, de US$ 18 bilhões (R$ 90,17 bilhões).

    Já o fluxo de caixa livre (FCL) da empresa ficou negativo em US$ 310 milhões (R$ 1,552 milhão) no terceiro trimestre, revertendo resultado positivo de US$ 2,9 bilhões (R$ 14,53 bilhões) de um ano antes.

    Apesar do desempenho negativo, a Boeing reafirmou expectativa de atingir FCL de US$ 3 bilhões (R$ 15,03 bilhões) a US$ 5 bilhões (R$ 25,05 bilhões) este ano.