Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Premiê da Espanha vê oportunidade de concluir acordo UE-Mercosul no segundo semestre de 2023

    Pedro Sánchez acredita que após 20 anos há uma janela de oportunidade para ratificar as negociações

    Primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, em Bruxelas
    Primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, em Bruxelas 17/07/2023 REUTERS/Yves Herman

    da Reuters

    O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, disse nesta segunda-feira (17) que há uma janela de oportunidade para concluir um acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul no segundo semestre de 2023.

    “No que diz respeito à relação entre a UE e o Mercosul, após mais de 20 anos de negociações, acreditamos que agora temos uma janela de oportunidade, caros presidentes, para ratificá-la neste segundo semestre de 2023″, disse. 

    Ele acrescentou que espera que dois acordos comerciais separados entre a UE e o Chile e o México, respectivamente, sejam ratificados até o final de 2023.

    “Hoje, posso dizer que a ratificação dos acordos entre a União Européia e o Chile e o México estão muito próximos. E isso tem muito a ver com a liderança da Comissão Européia. E acreditamos muito que isso acontecerá ainda neste semestre da presidência espanhola do Conselho Europeu”, declarou.

    Em um fórum de negócios à margem da cúpula da UE com países latino-americanos e caribenhos, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, lançou a Agenda Global de Investimentos Gateway, prometendo 45 bilhões de euros (cerca de R$ 242,8 bilhões) em investimentos na região.

    Nos dois dias de cúpula UE-Celac em Bruxelas, espera-se que ambos os lados estejam ansiosos para fechar parcerias econômicas, mas discussões delicadas sobre a invasão russa da Ucrânia e o papel da Europa no tráfico de escravos podem complicar as conversas.

    VÍDEO – Mercosul e UE perceberam que precisam unir forças, diz professor