Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tebet diz que PIB do país poderá crescer 3,1% em 2023

    Ministra do Planejamento e Orçamento destaca que o país pode superar a média econômica mundial

    De acordo com o IBGE, o PIB do Brasil cresceu 0,1% no terceiro trimestre de 2023, em comparação com o trimestre anterior
    De acordo com o IBGE, o PIB do Brasil cresceu 0,1% no terceiro trimestre de 2023, em comparação com o trimestre anterior Ton Molina/Fotoarena/Estadão Conteúdo

    Cristiane Nobertoda CNN

    Brasília

    A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, disse que a economia brasileira poderá crescer 3,1% em 2023. Ao comentar sobre o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), apurado e divulgado nesta terça-feira (5), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Tebet destacou que o país poderá superar a média econômica mundial.

    “Com a informação de hoje do IBGE sobre a economia no terceiro trimestre, o PIB de 2023 deve crescer cerca de 3,1%, caso a economia fique estável no último trimestre do ano. Isso é mais do que a média mundial. Crescimento da economia e da renda traz melhoria de vida aos brasileiros, razão maior do nosso trabalho”, escreveu na rede social X, antigo Twitter.

    De acordo com o IBGE, o PIB do Brasil cresceu 0,1% no terceiro trimestre de 2023, em comparação com o trimestre anterior.

    Essa é a terceira taxa positiva seguida, após a variação de -0,1% nos últimos três meses do ano passado.

    O resultado veio melhor do que o esperado por analistas do mercado, que estimavam retração na economia neste período.

    Em nota, o Ministério do Planejamento e Orçamento destacou a continuidade do bom desempenho do setor de serviços e o crescimento do setor industrial.

    “O PIB acumulado nos últimos quatro trimestres apresentou alta de 3,1% em relação ao mesmo período anterior, e 3,2% no acumulado do ano. O PIB nominal do terceiro trimestre foi de R$ 2,7 trilhões, o que faz com que o PIB brasileiro permaneça acima de R$ 10 trilhões nos quatro últimos trimestres. Com a atividade estável no último trimestre de 2023, o PIB brasileiro deverá crescer cerca de 3,1%, acima da média mundial projetada pelo FMI de 3% para 2023 (último relatório WEO de outubro)”, diz a nota publicada.

    Veja também: Desaceleração do PIB foi mais branda que o esperado, diz economista