Carnaval de rua: Paes anuncia auxílio de R$ 3 milhões para os blocos no Rio

Objetivo da prefeitura é promover uma alternativa de renda aos profissionais que não poderão trabalhar por causa da pandemia da Covid-19

Cleber Rodrigues, da CNN, no Rio de Janeiro
04 de fevereiro de 2021 às 14:01 | Atualizado 09 de fevereiro de 2021 às 13:01

 

A prefeitura do Rio divulgou nesta quinta-feira (4), no Palácio da Cidade, os detalhes do edital de incentivo aos blocos de Carnaval de rua do município. O edital, que será publicado em março, vai disponibilizar mais de R$ 3 milhões em prêmios. Segundo o executivo, a medida é para promover uma alternativa de renda aos profissionais que não poderão trabalhar por causa da pandemia da Covid-19. No Carnaval de 2020, quase 500 blocos foram credenciados para a festa popular na cidade.

“Buscamos olhar para a economia do carnaval de rua carioca. A gente sabe que têm pessoas que vivem disso e não há nada que resolva a angústia dos profissionais, mas queremos amenizar os efeitos incentivando atividades pela internet”, disse Eduardo Paes.

De acordo com a secretaria de cultura, serão contemplados 125 projetos, cujos temas deverão abranger a memória do Carnaval (50 prêmios de R$ 30 mil), a musicalidade (40 prêmios de R$ 20 mil) e a confecção de fantasias e adereços (35 prêmios de R$ 20 mil). A Comissão que vai selecionar os projetos terá a participação de 15 representantes da sociedade civil, que deverão priorizar propostas que se comprometam a dividir o prêmio com a maior quantidade de pessoas possível.

“A intenção desse edital é a defesa pela vida na cidade do Rio. A prefeitura reitera o seu posicionamento de apoio à cultura do Carnaval. É o início de um diálogo para reconstrução da cultura como elemento central do desenvolvimento da cidade”, afirmou o secretário de cultura, Marcus Faustini.

Na reunião com os representantes dos blocos, o prefeito Eduardo Paes também anunciou que nos próximos dias será publicado um decreto com restrições às aglomerações no Carnaval e prometeu fiscalização rigorosa para coibir blocos clandestinos. Paes afirmou ainda que, na próxima semana, o município vai divulgar os detalhes do edital de incentivo às escolas de samba.

No mês passado, a prefeitura anunciou que o Carnaval não acontecerá em julho, como estava previsto por causa da pandemia. Já na semana passada, o município cancelou o ponto facultativo do dia 15 de fevereiro, mas manteve o feriado de Carnaval, no dia 16.