Museu da Língua Portuguesa será reinaugurado no dia 31; veja fotos da obra

Prédio pegou fogo em dezembro de 2015; reconstrução foi concluída em 2019

Gregory Prudenciano, da CNN, em São Paulo
11 de julho de 2021 às 04:30 | Atualizado 12 de julho de 2021 às 17:28
O Museu da Língua Portuguesa pegou fogo em 21 de dezembro de 2015
O Museu da Língua Portuguesa pegou fogo em 21 de dezembro de 2015
O Museu da Língua Portuguesa pegou fogo em 21 de dezembro de 2015Crédito: Bombeiros do Estado de São Paulo
  • O Museu da Língua Portuguesa pegou fogo em 21 de dezembro de 2015
  • O incêndio destruiu dois andares da estrutura do Museu da Língua Portuguesa
  • Bombeiros fazem o rescaldo do fogo que atingiu o Museu da Língua Portuguesa
  • Apesar do incêndio, o acervo do Museu da Língua Portuguesa foi preservado
  • O Museu da Língua Portuguesa passou uma grande reforma depois do incêndio
  • Tapumes foram colocados no prédio durante a reforma
  • Funcionários trabalhando na reconstrução do Museu da Língua Portuguesa
  • Restauração da estrutura central do telhado do Museu da Língua Portuguesa
  • Funcionários trabalhando na obra do Museu da Língua Portuguesa
  • Obras de reconstrução do Museu da Língua Portuguesa foram concluídas em 2019

No dia 31 de julho o Museu da Língua Portuguesa vai ser reinaugurado, deixando no passado um incêndio que, em 21 de dezembro de 2015, destruiu dois andares do prédio, no centro de São Paulo. As novas instalações ficam no mesmo espaço: o histórico edifício da Estação da Luz, que passou por reconstrução e restauração completas, encerradas em dezembro de 2019.

As portas serão reabertas ao público com a mostra temporária Língua Solta, exposição "composta por um conjunto de artefatos que ancoram seus significados no uso das palavras, como objetos da arte popular e da arte contemporânea, apresentados de maneira embaralhada, levando o público a pensar nessa divisão e em outros entendimentos possíveis para o mundo", informa o site do museu. 

Além da exposição temporária, o acervo permanente, que sobreviveu ao incêndio, foi reinstalado, com estruturas mais modernas e que abusam da interação com os visitantes por meio da tecnologia. 

Entre 2006, quando foi inaugurado, até o incêndio em 2015, o Museu da Língua Portuguesa recebeu 3,9 milhões de visitantes que puderam aprender sobre o idioma por meio das exposições permanentes e de outras 30 mostras temporárias que homenagearam nomes como Clarice Lispector, Machado de Assis, Cora Coralina, Rubem Braga e Guimarães Rosa. 

O museu vai funcionar de terça a domingo, das 9h às 18h. Aos sábados, a entrada é gratuita. 

Obras de reconstrução do Museu da Língua Portuguesa foram concluídas em 2019
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil