Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bienal do Livro começa neste sábado (2) em SP; veja o que esperar do evento

    Evento literário reúne editoras e mais de 300 autores nacionais e internacionais; feira acontece até 10 de julho e deve atrair 600 mil visitantes

    Anna Gabriela Costada CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    A 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo começa neste sábado (2) na capital paulista e segue até dia 10 de julho. Neste ano, o evento literário homenageia Portugal e inova em seus espaços lúdicos. Gastronomia, literatura, cultura popular, negócios e palestras englobam o evento que espera receber 600 mil visitantes.

    Em números, a Bienal se apresenta com 1.300 horas de programação cultural, 500 atrações, 185 expositores, 65 mil m² de ocupação, 300 autores nacionais e internacionais, 3 milhões de livros e oito espaços culturais.

    A 26ª edição marca a retomada do evento no formato presencial, que não ocorre desde 2018, já que a edição de 2020 foi cancelada devido à pandemia de Covid-19. Este ano, a Bienal acontece pela primeira vez no Expo Center Norte, na Zona Norte de São Paulo.

    O presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), Vitor Tavares, destaca que o evento é uma “feira sensorial na qual o livro é protagonista”; com Portugal como convidado de honra e autores lusos celebrizados no Brasil.

    “Vai ser possível ver, ouvir, tocar e até experimentar as obras. Haverá poesia em papel e tinta comestível para ser, literalmente, degustada. Do ponto de vista econômico, representa um renascimento do mercado editorial, auxiliado não só pelo impulso do evento, mas pelas efetivas perspectivas de negócios, inclusive com o exterior, mais expressivamente com Portugal”, diz Tavares.

    Para celebrar os 200 anos da independência do Brasil, a Bienal presta homenagem a Portugal, que traz uma comitiva e uma programação especial no “Pavilhão Portugal”, com artistas e a discussão em torno da literatura portuguesa, com destaque para o escritor e vencedor do Nobel de Literatura, José Saramago.

    Laurentino Gomes, Aline Bei, Conceição Evaristo, Itamar Vieira, Mauricio de Sousa, Mario Sergio Cortella são alguns dos nomes que representam a literatura nacional nesta edição da Bienal, com palestras sobre temas diversos, sempre relacionados à dinâmica explorada em suas obras.

    Livros
    A Bienal vai oferecer diversas palestras e autores nacionais e internacionais / Foto: Pixabay

    Compondo uma parte do time de autores internacionais, o evento recebe o português Valter Hugo Mãe, os escritores americanos Brian Zepka, Nathan Harris – autor recomendado por Oprah e Barack Obama – além de Jenna Evans Welch, autora dos best-sellers “Amor & gelato”, “Amor & sorte” e “Amor & azeitonas”.

    Jornalistas, apresentadores e empresários também fazem parte da grade cultural do evento. A programação completa pode ser conferida aqui.

    Espaços interativos

    Gastronomia

    O espaço “Cozinhando com Palavras” traz uma proposta inusitada: a mistura de literatura com a culinária.

    A dinâmica proporcionará degustações, homenagens à gastronomia portuguesa e uma pitada de modernismo literário brasileiro. “A doçaria portuguesa”, que ensina a harmonização do café com doces portugueses é uma das rodas de conversas nesse espaço.

    Sob a curadoria de André Boccato, o evento vai contar com a presença de chefs como Alex Atala, Laurent Suaudeau, Rodrigo Oliveira, Vitor Sobral, Janaína Rueda, Morena Leite, Carole Crema, entre outros.

    Espaço para crianças

    O Espaço Infantil contará com 28 atividades educativas para os pequenos. Na programação estão previstas oficinas temáticas, narração de histórias e atividades que envolvam as crianças com suas famílias. A curadoria é de Elisabete da Cruz.

    Como Portugal é o país homenageado deste ano, a narrativa do espaço infantil é apresentar a programação em quatro capítulos que fazem alusão à colonização.

    Assim como os adultos, os pequenos também participarão de atividades com os autores: “Refugiados em busca de um novo lar”, “Como falar com crianças sobre empatia” e “Democracia para Crianças” são algumas das temáticas abordadas.

    Mario Sergio Cortella, Paulo Jebaili, Larissa Ribeiro e Pedro Markun são alguns dos convidados que interagem com o público infantil.

    Cordel e Repente

    Uma área exclusiva para ressaltar as artes do cordel, do repente e da xilogravura. O tema do estande nesta edição da Bienal será “Sertão de Carne e Alma”, homenagem ao repentista, jornalista, poeta e pesquisador Rogaciano Leite.

    O ambiente do “Cordel e Repente” estará montado sobre uma carreta, adaptada como palco, para as apresentações dos repentistas e recitadores em elementos estéticos sertanejos. Mais de 100 artistas estarão reunidos no espaço que dá voz a representantes de todos os estados nordestinos.

    A curadora Lucinda Marques, da Câmara Cearense do Livro (CCL), afirma que a participação traz mais expectativa com o retorno do evento presencial e integração da cultura nordestina, no principal encontro literário da América Latina.

    Brasileiro leu mais livros durante a pandemia

    A Câmara Brasileira do Livro (CBL), realizadora da Bienal, destaca que durante a pandemia o brasileiro leu mais do que o usual.

    Essa realidade, segundo Vitor Tavares, se fez presente não apenas pelo distanciamento social, mas também pela ampliação de formas de adquirir os livros, facilitadas pela internet.

    “Feiras literárias que acontecem pelo país sempre auxiliam a demanda e o interesse maior pelo livro. A diversidade de gêneros literários igualmente contribui para o alcance de um número maior de adeptos da leitura”, disse.

    Pesquisas apontam que a média de leitura do brasileiro é de 2,5 livros/ano, mas o presidente da CBL admite que existe um movimento para que, em curto prazo, esse índice per capta dobre e chegue a 5 obras por ano.

    Serviço

    26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

    Local: Expo Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333 | Vila Guilherme | São Paulo
    (Ônibus circularão com ida e volta ao Expo Center Norte a partir da estação Portuguesa-Tietê (Linha Norte-Sul) todos os dias do evento)

    Data: 2 a 10 de Julho de 2022

    Horários: Segunda a sexta-feira, das 9h às 22h, sábados e domingos, das 10h às 22h. Entrada no evento até as 21h. Dia 10/07, entrada até as 19h

    Ingressos: Inteira R$ 30,00, estudantes R$ 15,00 (menores de 12 anos, maiores de 60 anos e detentores de credencial plena do Sesc não pagam ingresso). A entrada pode ser adquirida pelo site do evento.

    Cashback: Ao comprar um ingresso, todos os visitantes recebem “cashback”, ou seja o retorno de uma parte do valor pago – no caso, R$ 10 para a entrada inteira e R$ 5 para a meia-entrada – para ser utilizado na compra de livros.

    Mais Recentes da CNN