Britney Spears rebate revelações da irmã em livro: “Nunca precisou trabalhar”

Cantora falou sobre entrevista de Jamie Lynn Spears realizada nesta semana e desabafou sobre a relação familiar complicada

Britney Spears no programa "The Tonight Show with Jay Leno", da NBC, em 2002
Britney Spears no programa "The Tonight Show with Jay Leno", da NBC, em 2002 REUTERS/Fred Prouser

Luis Felipe Abreucolaboração para a CNN

Ouvir notícia

Britney Spears não perdeu tempo em responder à irmã, Jamie Lynn Spears, e suas declaração ao “Good Morning America” na última quarta-feira (12).

Nessa quinta (13), a cantora foi às redes sociais rebater Jamie Lynn e sua versão da relação entre as duas, bem como do processo de custódia familiar de Britney, que durou 13 anos.

Em uma série de declarações no Twitter, com prints de uma carta, a cantora acusou Jamie Lynn de não se importar verdadeiramente com ela, e de, agora, se aproveitar da situação para ganhar dinheiro.

A atriz lançou nesta semana um livro de memórias intitulado “Things I Should Have Said”, no qual tenta rebater as acusações de ter participado da tutela judicial de Britney, controlada pelo pai de ambas, Jamie Spears. “Por que eles estão falando disso, a menos que ela queira vender um livro às minhas custas??? Sério???”, escreveu Britney em sua postagem.

“Das coisas que me incomodam no que minha irmã disse é que eu estava fora de controle. Ela nunca esteve no meu lado nestes 15 anos”, afirmou a artista. A tutela de Britney teve início em 2008, após alguns episódios de colapso mental da cantora.

O controle de Jamie sobre a carreira, as finanças e a vida pessoal da filha foi encerrado em novembro de 2021, quando um tribunal considerou a custódia abusiva. “Minha família arruinou meus sonhos 100 bilhões de vezes, e tentou me fazer parecer a doida. Minha família adora me colocar para baixo e me machucar”, confessou Britney na carta.

No post, ainda comenta a polêmica sobre o Radio Disney Awards de 2017, quando Jamie Lynn se apresentou cantando um remix de canções de Britney. “Sei que pode parecer bobo para as outras pessoas, mas eu escrevi muitas de minhas músicas e minha irmã era um bebê. Ela nunca teve de trabalhar para nada. Tudo sempre foi dado para ela”, afirmou a cantora, lembrando que seu pai nunca permitiu a ela fazer versões de seu próprio catálogo musical.

No final do comunicado, Britney ainda avisou que vai tirar um tempo das redes sociais. “A mídia, esse meio sempre foi muito odioso para mim. Já me doei o suficiente… Mais que o suficiente”, desabafou.

Jamie Lynn respondeu a irmã com um comunicado postado no Instagram. No texto, ela lamenta a comoção em torno do lançamento de seu livro, e afirma não ter intenção de machucar Britney. “Não há lados, e eu não quero causar mais drama. Estou contando a minha verdade para curar meus traumas, para poder encerrar este capítulo e seguir adiante. Desejo que minha irmã possa fazer o mesmo”, escreveu em seu texto.

Mais Recentes da CNN