Cancelamento do Festival de Sundance gera onda de reclamações

Evento, que ocorre entre 20 e 30 de janeiro, suspendeu atividades presenciais na última semana

O festival presencial aconteceria em Park City, Utah
O festival presencial aconteceria em Park City, Utah Getty Images

Luis Felipe Abreucolaboração para a CNN

Ouvir notícia

O cancelamento das atividades presenciais do tradicional Festival de Cinema de Sundance, anunciado no último dia 6, ainda gera reclamações. Como o site TMZ reportou nesta quinta-feira (13), o anúncio de suspensão levou a uma corrida por reembolsos de hotéis e viagens, gerando frustração.

O evento foi anunciado ainda no ano passado, previsto para acontecer entre 20 e 30 de janeiro de 2022, em um modelo híbrido, combinando exibições e festividades presenciais com atividades online. Porém, na última semana, a organização anunciou o cancelamento de todos os eventos físicos, com sua remarcação para o formato virtual. A decisão se deu em consequência do avanço da pandemia de Covid-19 nos EUA, com a disseminação da variante Ômicron.

O anúncio, porém, pegou de surpresa aqueles que já se planejavam para ir até Park City, em Utah, onde tradicionalmente ocorre o festival. Segundo o TMZ, celebridades e empresários da indústria tem encontrado dificuldade para receberem reembolsos, ou mesmo realizarem remarcações, de passagens e hospedagens.

Os aluguéis de quartos, que chegaram a custar mais de US$ 3 mil por diária, não estão sendo devolvidos.
Mesmo os ingressos para as exibições presenciais de filmes não foram reembolsados. O Sundance Institute, responsável pelo festival, respondeu aos pedidos com a sugestão de utilizá-los para as sessões virtuais – ou mesmo doarem o valor para a entidade.

O aumento mundial de casos causado pela Ômicron tem levado a uma sucessão de cancelamentos e adiamentos. Além de Sundance, premiações como o Grammy e o Critics Choice Awards já haviam suspendido suas atividades presenciais.

No Brasil, vários festivais e apresentações musicais também tiveram reagendamentos, como já informou a CNN Brasil. A legislação para reembolso de ingressos no país, editada em 2021, foi prorrogada em julho até dezembro de 2022.

Mais Recentes da CNN