Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Diretora de “Barbie” diz estar “apavorada” para dirigir “As Crônicas de Nárnia”

    Greta Gerwig e a Netflix fecharam um acordo para a produção de duas adaptações cinematográficas da franquia

    Greta Gerwig participa da pré-estreia de "Barbie" em Londres
    Greta Gerwig participa da pré-estreia de "Barbie" em Londres 12/07/2023REUTERS/Maja Smiejkowska

    Lyncon Pradellacolaboração para a CNN Florianópolis

    A diretora Greta Gerwig do filme “Barbie“, que estreou na última quinta-feira (20), já tem um novo projeto: dirigir dois filmes da famosa saga “As Crônicas de Nárnia”. De acordo com o “The Hollywood Reporter”, Gerwig e a Netflix fecharam um acordo para a produção de duas adaptações cinematográficas da franquia.

    Disputando as bilheterias mundiais com “Oppenheimer”, “Barbie” obteve ótimos números em sua estreia no Brasil, ao arrecadar R$ 23 milhões. O longa também alcançou uma nota alta no site especializado em críticas, Rotten Tomatoes.

    Em entrevista ao podcast “Inside Total Film”, porém, a diretora chamou atenção ao dar detalhes sobre seu próximo projeto pós-“Barbie”.

    “Ainda nem comecei a me envolver completamente com isso [o projeto ‘As Crônicas de Nárnia’]”, disse a cineasta, antes de revelar que está com medo do projeto.

    “Estou realmente assustada, o que parece ser um bom ponto de partida. Acho que quando estou com medo, é sempre um bom sinal”, afirmou a diretora de “Adoráveis Mulheres”.

    Gerwig, no entanto, explicou que esse sentimento, na verdade, é uma coisa boa. “Talvez, quando eu parar de ter medo, seja tipo, ‘Ok, talvez eu não devesse fazer esse’. Não, estou aterrorizada com isso [dirigir duas adaptações de ‘Nárnia’]. É extraordinário. E então vamos ver”, continuou.

    A diretora, conhecida por filmes independentes sobre dramas reais, também revelou que deseja continuar realizando longas diferentes do seu estilo original.

    “Espero fazer todos os tipos diferentes de filmes ao longo do tempo que eu tiver para fazê-los – é muito tempo, mas também é limitado. Quero fazer coisas grandes, coisas pequenas e tudo intermediário, e ter outra grande produção é emocionante, mas também assustador”, finalizou.