Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ed Sheeran vence processo de direitos autorais por “Shape Of You” e faz críticas

    Cantor britânico disse que reivindicações de direitos autorais sem fundamentos estão prejudicando a indústria da música

    Cantor britânico Ed Sheeran deixa prédio da Alta Corte em Londres.;
    Cantor britânico Ed Sheeran deixa prédio da Alta Corte em Londres.; 08/03/2022 REUTERS/Henry Nicholls

    Michael Holdenda Reuters

    em Londres

    O cantor britânico Ed Sheeran disse que reivindicações sem fundamentos de direitos autorais estão prejudicando a indústria da música depois que ele ganhou um caso no Supremo Tribunal de Londres, nesta quarta-feira (6), sobre se um refrão em seu mega hit de 2017 “Shape Of You” tinha sido retirado de outro artista.

    Sheeran estava envolvido em uma batalha legal com o artista de grime Sami Chokri, que atua como Sami Switch, e o produtor musical Ross O’Donoghue, que argumentou que o gancho de “Shape Of You” havia sido copiado de sua música de 2015 “Oh Why”.

    “Embora estejamos obviamente felizes com o resultado, sinto que reclamações como essa são muito comuns agora e se tornou uma cultura em que uma reclamação é feita com a ideia de que um acordo será mais barato do que levá-los ao tribunal, mesmo que não haja base para a alegação”, disse Sheeran em um vídeo postado no Twitter.

    “É realmente prejudicial para a indústria de composição”, acrescentou.

    “Shape Of You” se tornou a música digital mais vendida em todo o mundo em 2017 e recebeu mais de 5,6 bilhões de visualizações no YouTube.

    O juiz, Antony Zacaroli, concluiu que não havia provas de que Sheeran tivesse pensado em escrever o hit antes de outubro de 2016.

    “Embora existam semelhanças entre o gancho OW (Oh Why) e a frase OI (Oh I), também existem diferenças significativas”, concluiu o juiz.

    “Estou satisfeito que o Sr. Sheeran não copiou inconscientemente Oh Why ao criar Shape.”

    Sheeran enfrentou longos questionamentos sobre seu trabalho durante o julgamento do mês passado, com acusações do advogado de Chokri e O’Donoghue de que ele simplesmente alterou a música e as palavras de outros artistas para passar o trabalho deles como seu.

    O cantor disse que sempre deu crédito a outros artistas e disse ao tribunal que nunca tinha ouvido a música “Oh Why” que ele foi acusado de copiar.

    “Há apenas tantas notas e muito poucos acordes usados ​​na música pop, a coincidência está prestes a acontecer”, disse Sheeran na quarta-feira.

    “Só quero dizer: não sou uma entidade, não sou uma corporação, sou um ser humano e um pai e um marido e um filho. Ações judiciais não são uma experiência agradável e espero que essa decisão signifique no futuro, alegações infundadas como essa podem ser evitadas.”