Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Fabi Justus revela motivo da internação e celebra: “Meninas não suspeitaram”

    Influenciadora que está em tratamento contra a leucemia mieloide aguda, foi hospitalizada na última terça-feira (11) e já recebeu alta

    Fabiana Justus contou o que motivou a sua recente internação
    Fabiana Justus contou o que motivou a sua recente internação Reprodução/Instagram

    Ana Beatriz Diasda CNN

    Após comemorar a sua alta hospitalar nesta quinta-feira (13), Fabiana Justus utilizou as redes sociais para explicar o motivo de sua recente internação, que aconteceu na última terça (11). A influenciadora de 37 anos está em tratamento contra a leucemia mieloide aguda e vêm compartilhado atualizações sobre seu estado de saúde.

    A filha de Roberto Justus começa o seu relato agradecendo por suas filhas pequenas não terem desconfiado de sua internação. Assim que ela retornou para o hospital, ela contou que não compartilharia a notícia com suas gêmeas, para não causar alarde.

    “Foi muita sorte que elas tiveram três festas essa semana pós escola e elas esqueceram da nossa existência”, explica. Na sequência ela ainda contextualiza: “Quando eu soube que ia internar eu ainda pude vir em casa pegar as coisas, tomar banho e eu dei um tchau (…) Elas ficaram dois dias com a avó, a minha mãe”.

    Em seguida, Fabiana conta que não revelou o seu diagnóstico antes porque queria ter certeza do que tinha e após realizar muitos exames, ela fala que foi uma virose que ela pegou das filhas.

    “Existe um negócio chamado GVHD que é quando a medula nova ataca partes do corpo, isso é um risco todo mundo que faz transplante de medula óssea tem”, explica e logo conta que suspeitavam que ela poderia estar com GVHD intestinal, que segundo ela, é tratado com corticoide, tratamento que ela realizou assim que foi internada, para prevenir.

    “Apesar de eu usar a máscara com as meninas, tem alguns momentos que elas me pegam desprevenida e aí eu acabo ficando sem máscara e eu tenho que tomar muito cuidado”, menciona dizendo que os 100 primeiros dias pós transplante são mais cruciais, onde a imunidade está mais baixa.

    Atualmente, ela está no D+78 e explica que após os cem dias, ela vai poder reduzir algumas medicações e poderá tomar todas as vacinas novamente, além de começar a se sentir mais confortável para sair de casa.

    Fabiana Justus mostra dia de exames com quimioterapia local