Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Febre de Elvis toma conta de Cannes antes da estreia de filme de Baz Luhrman

    Sósia de Elvis faz sucesso na Riviera Francesa no dia da première de "Elvis" no festival de cinema

    Elenco com o diretor Baz Luhrmann no Festival de Cannes
    Elenco com o diretor Baz Luhrmann no Festival de Cannes Getty Images

    Noemie OliveMindy Burrowsda Reuters

    O Rei do Rock ‘n’ Roll morreu há 45 anos, mas a febre de Elvis estava viva em Cannes na quarta-feira (25), com os fãs encantados ao ver um imitador passear pelo famoso calçadão da cidade resort, La Croisette.

    O sósia de Elvis, nome verdadeiro Eryl Prayer, estava na cidade para celebrar a estreia da cinebiografia de Baz Luhrmann, que estreou no Festival de Cinema de Cannes.

    Os fãs de Elvis, alguns dos quais ansiavam por um ingresso para o filme, ficaram encantados ao ver Prayer cantando nas ruas de Cannes, parando-o para selfies e beijando-o na bochecha.

    Prayer disse que ouviu o cantor de “Jailhouse Rock” pela primeira vez quando ele era adolescente e gosta de retornar à sua juventude através do hitmaker.

    “Graças a Elvis e através dele, trago felicidade às pessoas. A imagem de Elvis resiste ao teste do tempo, é impressionante”, disse ele enquanto perambulava pela cidade da Riviera Francesa.

    O filme de Lurmann, uma grande atração do festival, é estrelado por Austin Butler como o titular “Elvis” e Tom Hanks como o enigmático empresário de Presley, o coronel Tom Parker.

    Falando com um superfã, Prayer disse que estava feliz pelo filme ter sido feito porque levará Elvis e sua música para as gerações mais jovens.