Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Festival de Cinema de Cannes: relembre filmes premiados no evento

    Aos poucos, uma das mais importantes premiações do cinema mundial vai revelando os favoritos para este ano; aproveite para relembrar os destaques mais recentes

    O júri do Festilva de Cannes em 2022: Jasmine Trinca, Deepika Padukone, Joachim Trier, Ladj Ly, Virginie Efira, Julianne Moore, Vincent Lindon, Rebecca Hall, Jeff Nichols, Noomi Rapace e Asghar Farhadi
    O júri do Festilva de Cannes em 2022: Jasmine Trinca, Deepika Padukone, Joachim Trier, Ladj Ly, Virginie Efira, Julianne Moore, Vincent Lindon, Rebecca Hall, Jeff Nichols, Noomi Rapace e Asghar Farhadi Getty Images

    Marina Toledoda CNN*

    A 75ª edição do Festival de Cinema de Cannes já está rolando e segue até dia 28 de maio, na Riviera Francesa.

    A cada tapete vermelho, o evento recebe estrelas do cinema e das artes e um grande público, o que só confirma a grandiosidade dessa que é uma das maiores premiações da indústria cinematográfica.

    O festival costuma dar visibilidade a diversas produções da temporada. A seleção oficial conta com 50 filmes e 21 concorrem ao principal prêmio da noite: a Palma de Ouro. Produções de diversos países compõem a lista, sobretudo europeus, mas também Canadá, Coreia do Sul, Estados Unidos, Japão, Irã e Rússia.

    “Top Gun: Maverick” está entre os destaques desta edição e apesar de não concorrer a nenhum prêmio, marcou o retorno de Pete Mitchell (Tom Cruise) às telonas e foi aplaudido por cinco minutos no festival.

    Outra produção que teve exibição especial no festival e já tem data de estreia no Brasil é “Elvis”, de Baz Luhrmann. O longa é uma cinebiografia do rei do rock e conta com Austin Butler, Tom Hanks e Olivia DeJonge no elenco.

    Enquanto os filmes concorrentes à Palma de Ouro em Cannes não chegam às telonas, relembre os grandes vencedores das edições mais recentes.

    A Crônica Francesa (2021)

    Mesmo sem levar a Palma de Ouro, “A Crônica Francesa”, de Wes Anderson, foi o grande destaque da 74ª edição no ano passado. O filme foi aplaudido por nove minutos pelo público.

    A produção conta com Adrien Brody, Bill Murray, Frances McDormand, Timothée Chalamet, Tilda Swinton e mais estrelas no elenco.

    O longa narra três histórias que se passam na redação de um jornal americano na França. Está disponível na Netflix

    Parasita (2019)

    O grande vencedor da Palma de Ouro em 2019 – e também do Oscar – veio a se tornar um grande sucesso e fez história na indústria cinematográfica.“ Parasita” coleciona prêmios e recordes.

    O longa acompanha uma pobre família sul-coreana, que vê oportunidade de trabalho em diversas funções na casa de uma família rica. O filme é coberto de reviravoltas.

    Bacurau (2019)

    O filme brasileiro “Bacurau” fez história em Cannes e levou o Prêmio do Júri para casa em 2019.

    O longa acompanha os moradores do pequeno povoado do sertão brasileiro, que dá o nome ao filme, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, eles percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade.

    Quando carros são baleados e cadáveres começam a aparecer, um grupo chega à conclusão de que estão sendo atacados. Para combater o inimigo, eles criam coletivamente um meio de defesa.

    Assunto de Família (2018)

    “Assunto de Família” foi o grande vencedor da Palma de Ouro em 2018.

    O filme japonês acompanha uma família japonesa um tanto quanto peculiar, que vive de pequenos furtos. Um incidente revela segredos escondidos, testando os laços que os unem.

    Infiltrado na Klan (2018)

    “Infiltrado na Klan”, de Spike Lee, venceu o Grande Prêmio, categoria que recompensa o filme de maior originalidade ou espírito de pesquisa, na 71º edição do festival.

    O filme se passa em 1978 e narra a história de Ron Stallworth, um policial negro que consegue se infiltrar no Klu Klux Klan, movimento supremacista branco.

    Por meio de cartas e telefonemas, ele se aproxima do líder do grupo e quando é necessário a presença envia seu parceiro em seu lugar, um policial branco. Depois de meses de investigação, Ron fica próximo do líder da seita, sendo responsável por sabotar uma série de linchamentos e outros crimes de ódio orquestrados pelo grupo.

    *Sob supervisão.