Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Filme de turnê de Taylor Swift arrecadou quase R$ 485 milhões de bilheteria em estreia

    Isso o torna o filme de turnê de maior bilheteria no mercado interno em um fim de semana de estreia, de acordo com a AMC

    Taylor Swift comparece à estreia do filme "Taylor Swift: The Eras Tour" em Los Angeles
    Taylor Swift comparece à estreia do filme "Taylor Swift: The Eras Tour" em Los Angeles . REUTERS/Mario Anzuoni

    Danielle Wiener-Bronnerda CNN

    Taylor Swift pode adicionar um novo título ao seu currículo: superestrela de bilheteria.

    Em seu fim de semana de estreia, o filme da turnê da cantora pop, “Taylor Swift: The Eras Tour”, arrecadou cerca de R$ 485 milhões de bilheteria nos Estados Unidos e no Canadá, informou a rede de cinemas AMC no domingo (15).

    Isso o torna o filme de turnê de maior bilheteria no mercado interno em um fim de semana de estreia, de acordo com a AMC.

    A AMC, que também é a distribuidora do filme, espera que “Eras” seja exibido “para grandes públicos nas próximas semanas”, disse Elizabeth Frank, vice-presidente executiva de programação mundial e diretora de conteúdo da empresa, em comunicado.

    “Eras” também faturou cerca de R$ 161 milhões em vendas internacionais. Foi número 1 de bilheteria no Reino Unido, México, Austrália, Alemanha e Filipinas. “Eras” está previsto para ser lançado no Brasil, Coreia do Sul, Malásia, Singapura, Taiwan e Hong Kong no dia 3 de novembro.

    Os R$ 485 milhões em vendas domésticas de bilheteria superaram a concorrência, incluindo “O Exorcista: Crente” e “Paw Patrol”.

    A turnê Eras, que começou na Primavera e continua durante grande parte do próximo ano, tem sido um fenómeno cultural que impulsiona a economia.

    Nas cidades onde Swift se apresentou, o número de passageiros no transporte público aumentou e a ocupação dos hotéis disparou.

    Santa Clara, a cidade rica em tecnologia localizada no norte da Califórnia, tornou-se brevemente “Swiftie Clara”. Em Seattle, swifties causaram, dançando, atividade sísmica que um sismólogo disse ser equivalente a um terremoto de magnitude 2,3.

    O filme dá aos fãs que não conseguiram um ingresso (por causa do desastre da Ticketmaster ou do custo) a chance de dançar, se fantasiar e trocar pulseiras do Eras.

    O filme, dirigido por Sam Wrench, tem quase três horas de duração e foi filmado durante três noites no SoFi Stadium, em Los Angeles, neste verão.

    As expectativas aumentaram com o lançamento do filme, que pode ser visto em 3.855 cinemas somente nos EUA e no Canadá. AMC disse no início deste mês que o filme já havia ultrapassado mais de R$ 504 milhões em vendas antecipadas de ingressos.

    “Demorou menos de 24 horas para o filme da Taylor Swift The Eras Tour quebrar o recorde da AMC nos EUA de maior receita de vendas de ingressos durante um único dia, nos 103 anos de história da AMC”, disse a AMC na época.

    Swift, 12 vezes vencedora do Grammy, anunciou o filme no final de agosto, postando no Instagram que os ingressos já estavam à venda.

    “Achei que já tinha visto tudo com o fenômeno Barbenheimer”, disse Paul Dergarabedian, analista sênior de mídia da Comscore, que monitora números de bilheteria.

    Mas “este filme de Taylor Swift aparentemente surgiu do nada… e aqui está agora nos cinemas, gerando números extraordinários.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original