Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Filme espanhol “Alcarràs” ganha Urso de Ouro em Berlim

    Cerimônia de premiação foi emocionante, com cineastas dedicando o prêmio a amigos ou familiares que morreram de Covid-19

    Diretora Carla Simon posa com Urso de Ouro do Festival de Berlim
    Diretora Carla Simon posa com Urso de Ouro do Festival de Berlim REUTERS/Christian Mang

    Thomas Escrittda Reuters

    Berlim

    O filme “Alcarràs”, da diretora espanhola Carla Simón, que explora as divisões de uma família de agricultores catalães que enfrenta a expulsão de sua terra, ganhou o prêmio principal do Festival de Cinema de Berlim nessa quarta-feira (16).

    A própria Carla Simón cresceu em uma fazenda de pêssegos na localidade de Alcarràs, e seu filme foi feito usando atores amadores daquela região que ela recrutou e treinou para interpretar várias gerações de uma família de pequenos proprietários.

    Ao anunciar o prêmio de melhor filme, o primeiro do festival desde o retorno às exibições presenciais após a pausa imposta pelo coronavírus, o presidente do júri, M. Night Shyamalan, elogiou a habilidade da diretora em organizar performances poderosas de um elenco que variou de atores mirins a pessoas na faixa dos 80 anos.

    “Este é um filme sobre relacionamentos familiares, suas tensões geracionais, papel de gêneros e a importância da unidade em tempos de crise”, escreveu ela em sua retratação do filme.

    “Esta é uma reflexão sobre a necessidade de adaptação, pois retratamos os últimos dias de um universo que seus habitantes acreditavam ser eterno”, segundo Carla Simón.

    Durante uma cerimônia emocionante na qual vários vencedores dedicaram prêmios a amigos que morreram de Covid-19, o prêmio de melhor documentário foi para “Myanmar Diaries”, um documentário filmado por 10 cineastas anônimos cujas imagens foram contrabandeadas e costuradas em um retrato da vida em Mianmar desde o golpe do ano passado.

    Em meio a tensões e diplomacia centradas nas intenções da Rússia em relação à Ucrânia, alguns prêmios refletiram o papel tradicional de Berlim como um festival político, criado na década de 1950 em uma cidade dividida na linha de frente da Guerra Fria.