Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Filmes de Keanu Reeves são excluídos de plataformas de streaming chinesas

    O motivo seria a participação do ator em um show relacionado ao Tibete e realizado por uma organização sem fins lucrativos fundada pelo Dalai Lama

    Keanu Reeves: banido de plataformas de streaming da China
    Keanu Reeves: banido de plataformas de streaming da China FilmMagic

    Eduardo Baptistada Reuters

    Plataformas chinesas de streaming, incluindo Tencent Video e iQiyi, retiraram do ar filmes e vídeos estrelados pelo ator canadense Keanu Reeves depois que ele participou de um show relacionado ao Tibete e realizado por uma organização sem fins lucrativos fundada pelo Dalai Lama.

    Verificações da Reuters mostraram que trabalhos aclamados do ator, as franquias “Matrix” e John Wick”, assim como “Velocidade Máxima”, estavam entre os filmes que foram removidos. A Reuters não conseguiu determinar quando os filmes foram retirados do ar.

    O Los Angeles Times, que noticiou pela primeira vez a remoção do conteúdo nessa quinta-feira (24), disse que pelo menos 19 de seus filmes foram retirados da Tencent Video.

    Embora o conteúdo relacionado aos filmes “Matrix” e alguns dos outros trabalhos de Reeves ainda pudessem ser pesquisados ​​no WeChat, serviço de mensagens da China, as pesquisas por seu nome em inglês e sua tradução em chinês não produziram resultados.

    iQiyi e Tencent Holdings, empresa controladora da Tencent Video e do WeChat, não responderam imediatamente aos pedidos de comentários. Um representante de Reeves não estava imediatamente disponível para comentar.

    Pequim acusa o Dalai Lama, exilado na vizinha Índia, de fomentar o separatismo na região do Tibete.

    A China governa a remota região ocidental desde 1951, depois que seu Exército de Libertação Popular assumiu o controle no que chama de “libertação pacífica”.