Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Grávida pela segunda vez, Thaila Ayala revela que bebê tem problema cardíaco

    Atriz, que está com 38 semanas de gestação, também é mãe de Francisco, de 1 ano e 3 meses

    Thaila Ayala posa para ensaio em sua segunda gravidez
    Thaila Ayala posa para ensaio em sua segunda gravidez Instagram/Thaila Ayala

    Beatrice Teizencolaboração para a CNN

    Grávida pela segunda vez, a atriz Thaila Ayala revelou que a bebê que está para chegar, e que terá o nome de Tereza, possui um problema no coração. Por conta disso, sua médica havia sugerido marcar uma cesariana quando a gravidez completou 37 semanas –opção que a artista rejeitou. Hoje ela está na 38ª semana.

    Em seus stories no Instagram, a atriz disse que quer que a bebê escolha o dia e horário para nascer.

    “Estou tentando não marcar uma cesárea. Tereza está com percentil 6, estou com 38 semanas e dois dias, ainda estou esperando chegar nas 39 para ver se, controlando a pré-eclâmpsia e a Síndrome de Hellp, conseguimos esperar a hora certa. Por ter esta condição, ela não aguenta passar por um parto natural, mas estamos tentando pelo menos que ela escolha o dia e horário”, conta Thaila.

    A atriz afirmou ainda estar tendo muito mais problemas na segunda gestação, apesar de, agora no final, estar melhor. Além da condição cardíaca da filha, Thaila descobriu um trombofilia no início da gravidez e teve, todos os dias, muito enjoo e exaustão.

    “As minhas últimas semanas nessa reta final estão sendo muito mais fáceis do que vivi até aqui. Passei muito mal, tive muitos sintomas, fiquei sem energia por meses, sem conseguir me mexer de cansaço. Não tinha vida, eu era um corpo estirado na cama. E nesse final estou mais energética, disposta e com menos sintomas”, explica.

    Entenda o caso

    Ao citar que sua médica gostaria de ter marcado cesariana com 37 semanas de gravidez, a atriz explicou que o motivo seria o fato de Tereza ter percentil 6. Isso significa que ela é pequena para sua idade gestacional. Para referência, o peso de um bebê que está entre o percentil 10 e 90 é considerado adequado.

    Além do percentil inferior nesta gravidez, a artista sofreu de depressão, pré-eclâmpsia e Síndrome de Hellp em sua primeira gestação, de Francisco, hoje com 1 ano e 3 meses.

    A primeira condição diz respeito a uma hipertensão arterial (ou piora de hipertensão arterial preexistente), que é acompanhada de um excesso de proteína na urina e surge após a 20ª semana de gravidez.

    A segunda é uma evolução grave da pré-eclâmpsia. Pouco conhecida e de difícil diagnóstico, pode causar a morte da mãe e também do bebê.

    “Depois da Hellp, de dois abortos que tive antes de ter meu primeiro filho, é uma tensão infinita a cada ida ao banheiro, ao olhar o papel higiênico, preciso medir minha pressão o tempo todo, fazer exame de sangue duas vezes por semana… Esta gestação não está sendo mais fácil, mas, sim, muito diferente”, finaliza.