Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Herança de Aretha Franklin é definida graças a testamento achado dentro de sofá

    Em julho, um júri determinou que este testamento manuscrito de 2014, encontrado pela sobrinha da cantora depois de sua morte, deveria ser considerado válido

    Aretha Franklin.
    Aretha Franklin. Getty Images

    Da CNN

    Os filho de Aretha Franklin receberam a propriedade dos imóveis da cantora nesta semana graças a um testamento descoberto atrás das almofadas de um sofá.

    Em julho, um júri determinou que este testamento manuscrito de 2014, encontrado pela sobrinha da cantora no sofá depois de sua morte, deveria ser considerado válido.

    Na época, dois dos filhos da cantora, Kecalf Franklin e Edward Franklin, queriam que o testamento datado de 31 de março de 2014 e assinado por Aretha fosse determinado como seu testamento legal.

    Seu outro filho, Ted White II, defendia que um documento de 2010 deveria ser considerado válido por ter sido encontrado no escritório da cantora, onde ela guardaria documentos importantes.

    Kecalf Franklin argumentou em julho que acreditava na validade do documento mais recente, pois a assinatura de Aretha Franklin contém um pequeno rosto sorridente “característico” dela dentro da letra “A”.

     

    O quarto filho da cantora, Clarence Franklin, tem necessidades especiais, está sob tutela legal e não esteve envolvido no caso.

    Segundo a BBC, após a decisão, Kecalf Franklin e seus filhos receberam a mansão de Aretha Franklin no subúrbio de Detroit, avaliada em US$ 1,1 milhão (cerca de R$ 5,3 milhões) em 2018, mas que agora vale mais.

    Um advogado descreveu a mansão como a “joia da coroa” dos imóveis da cantora no ano passado.

    Seu outro filho, Ted White II (contra a validação do testamento de 2014) recebeu outra casa em Detroit. Embora tenha sido vendida pelo espólio de Aretha Franklin por US$ 300 mil (R$ 1,4 milhão) antes que o testamento mais recente fosse descoberto, o advogado de Ted disse que vai solicitar o produto da venda para seu cliente.

    Outro filho, Edward Franklin, também recebeu uma propriedade.

    A quarta casa da cantora, que também vale mais de US$ 1 milhão (R$ 4,9 milhões), deverá ser vendida e os lucros devem ser divididos entre seus quatro filhos.

    A juíza responsável alegou que o testamento de 2014 não indicava claramente quem deveria receber este imóvel.

    Aretha Franklin morreu de câncer em 2018. No ano seguinte a sua morte, os dois testamentos foram encontrados em sua casa. A versão de 2010 estava em uma das gavetas do escritório e a versão de 2014 em meio às almofadas do sofá.

    *Publicado por Fernanda Pinotti, com informações da CNN Internacional