Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Jorge Aragão anuncia remissão completa de câncer e nova parceria com Xamã

    Cantor, de 74 anos, foi diagnosticado com linfoma não Hodgkin em julho deste ano

    Jorge Aragão se prepara para o lançamento de seu mais novo EP
    Jorge Aragão se prepara para o lançamento de seu mais novo EP Reprodução/Jorge Aragão/Instagram

    Caroline Ferreiracolaboração para a CNN

    São Paulo

    Nesta sexta-feira (27), o cantor Jorge Aragão anunciou a remissão completa de um linfoma que tratava desde julho deste ano. Após uma série de exames, o músico, de 74 anos, foi diagnosticado com linfoma não Hodgkin, ou seja, câncer que afeta o sistema linfático.

    A informação foi divulgada e confirmada à CNN por meio de sua assessoria de imprensa.

    “O paciente Jorge Aragão apresenta remissão completa no último Perscan realizado e só está faltando o último cacicai, previsto para ser realizado no dia 1º de novembro, pra terminar o tratamento”, afirmou Caroline Rebelle, hematologista responsável pelos cuidados com o sambista.

    Lançamento na área

    E as novidades não terminam por aí! Aproveitando o momento, o cantor aposta no lançamento da música “Sempre eu e você”, uma nova versão do single “Eu e você sempre”, originalmente lançada nos anos 2000.

    Desta vez, a canção ganha trechos inéditos criados e interpretados pelo rapper Xamã e participação especial de Dalto Max.

    A faixa, que passeia pelo samba e pelo rap, ainda traz um pouco do que será o “Projeto Identidade”, o novo EP de Jorge Aragão em celebração ao Dia da Consciência Negra.

    “Essa será, na verdade, uma faixa bônus, que narra um novo ponto de vista da obra já consagrada ‘Eu e Você Sempre’. E tem como objetivo, dar ao público uma pequena e deliciosa amostra sobre o formato do que será o ‘Projeto Identidade’, em que eu me junto a diferentes artistas do rap e do trap, levando para a nova geração um pouco sobre a arte do vovô aqui”, brinca Aragão.

    Com previsão de lançamento para novembro, o EP completo aposta em uma homenagem à cultura preta na música nacional, reunindo grandes sucessos já conhecidos do artista, que ganharão nova roupagem com trechos inéditos compostos por nomes como Emicida, Xamã, Marcelo D2, L7nnon, Djonga, BK e outros.

    “Este é um projeto muito importante e cheio de significado para mim, porque carrega o dia a dia das nossas raízes. Falando do cotidiano, da beleza, da cultura, da força, do talento, da resiliência e tantas outras formas de arte do nosso universo cultural”, acrescenta o músico.

    Por fim, além dos visuais, as faixas serão acompanhadas de um mini documentário em que o cantor e os artistas convidados pontuam o significado do projeto.