Kamala, Beyoncé e Greta: veja frases de mulheres que lutam pela igualdade

Na semana do Dia das Mulheres, CNN reúne declarações de algumas lideranças que lutam ou lutaram por direitos e oportunidades iguais

A senadora Kamala Harris, escolhida para ser candidata a vice na chapa de Joe Biden
A senadora Kamala Harris, escolhida para ser candidata a vice na chapa de Joe Biden Foto: Mike Blake/Reuters (19.mai.2019)

Ángela Reyes, da CNN

Ouvir notícia

De Simone de Beauvoir a Malala Yousafzai, mulheres de todo o mundo têm inspirado a luta pela igualdade com suas ações e palavras.

No Dia Internacional das Mulheres, repassamos algumas das reflexões dessas mulheres que trabalham a cada dia para que as oportunidades que cada pessoa terá na vida não sejam determinadas (nem limitadas) por sua origem, raça ou gênero. 

Veja a seguir uma seleção de frases e do trabalho de algumas dessas personalidades:

Malala Yousafzai

A educação é um poder para as mulheres, e é por isso que os terroristas têm medo da educação

Por muito tempo, Malala Yousafzai denunciou a situação em que viviam as mulheres sob o domínio do Talibã e lutou pela educação das meninas do Paquistão por meio de um blog em que escrevia com um pseudônimo.  

Hoje, Malala, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz com apenas 17 anos, é um símbolo universal na luta pela educação, um direito que muitas mulheres ainda não têm, principalmente em tempos de pandemia. “Existem poucas armas no mundo tão poderosas quanto uma garota com um livro na mão”, defende Malala.

 

Kamala Harris

Minha mãe olhava para mim e dizia: 'Kamala, você pode ser a primeira a fazer muitas coisas, mas certifique-se de não ser a última'

Kamala Harris fez história ao se tornar a primeira vice-presidente americana, negra e de descendência sul-asiática. Assim que o triunfo de Joe Biden e Harris foi anunciado em novembro, ela deixou claro em seu discurso que seria a primeira mulher a ocupar o cargo, “mas não a última”.

Em sua mensagem, ela homenageou “as mulheres que lutaram e se sacrificaram tanto pela igualdade, liberdade e justiça para todos, incluindo as mulheres negras, que muitas vezes são esquecidas, mas muitas vezes mostram ser a espinha dorsal da nossa democracia”.

Ruth Bader Ginsburg

Lute pelas coisas que te importam, mas faça isso de uma maneira que leve os outros a se unirem a você

Ruth Bader Ginsburg lutou – primeiro como advogada, depois como juíza na Suprema Corte dos Estados Unidos – pela igualdade.

“Minha mãe me dizia para ser uma dama. E para ela, isso significava ser você mesma, ser independente”, disse Ginsburg, que entrou para a história pelas posições que defendeu não só no que diz respeito às mulheres, mas em questões como imigração, casamento entre pessoas do mesmo sexo, direito ao voto, saúde e ações afirmativas.

Emma Watson

Homens, a igualdade de gênero também é um problema de vocês

A maioria de nós a conheceu como Hermione Granger, a amiga brilhante, corajosa e leal sem a qual Harry Potter não teria tido sucesso. A atriz britânica Emma Watson, embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres, é uma líder na luta pelos direitos das mulheres. 

“Quanto mais falo sobre feminismo, mais percebo que a luta pelos direitos das mulheres muitas vezes se tornou sinônimo de odiar os homens. Se há uma coisa de que tenho certeza é que isso não pode continuar assim ”, disse ela na ONU em 2014. 

Isabel Allende

As mulheres, antes de qualquer coisa, devem viver sem medo

Isabel Allende, que recentemente definiu o feminismo como uma revolução “irreversível”, tem sido firme em destacar sobre como funciona a violência contra as mulheres.

“Há uma guerra não declarada contra o sexo feminino. Vivemos em um patriarcado. Este patriarcado persiste há milênios. O que é patriarcado? É um sistema de opressão econômica, cultural, religiosa e social que dá domínio ao gênero masculino, não a todos,  mas a uma parte do gênero masculino ”, disse ela em uma entrevista em 2020. 

Beyoncé

Não vão te dar o poder, você tem que tomá-lo

Beyoncé, que fez seu próprio caminho no mundo da música e do entretenimento, denuncia veementemente o racismo nos Estados Unidos por meio de suas palavras e suas canções, além de conclamar os jovens a se empoderarem. 

“Se você faz parte de um grupo que é chamado de ‘outros’, um grupo que não tem a oportunidade de ser o protagonista no palco, construa o seu próprio palco e faça com que te vejam”, dizia uma mensagem dada pela artista no ano passado. 

Gloria Steinem

Um feminista é qualquer pessoas que reconheça a igualdade e a plena humanidade de homens e mulheres

Desde a década de 1960, Gloria Steinem luta, como jornalista e como ativista, pelos direitos das mulheres.

Desde ter sido uma das fundadoras da primeira revista liderada por mulheres até a promoção da Emenda sobre a Igualdade de Direitos, sua vida está repleta de marcos que são um exemplo para a luta pela igualdade e que procuram mostrar que o feminismo não é apenas uma coisa das mulheres.

Simone de Beauvoir

Você não nasce mulher, você se torna

Em 1949, Simone de Beauvoir publicou “O segundo sexo”, obra que se converteu em um clássico da literatuda feminista. Nela, refletia sobre o papel da mulher na história e o mito do “eterno feminino”. 

Chimamanda Ngozi Adichie

Se só vemos homens presidindo empresas, começa a parecer ‘natural’ que só haja homens presidindo empresas

No ano passado, a lista Fortune 500 incluiu 39 mulheres que são diretoras executivas, uma cifra recorde, mas que só representa 7,8% do total.

Em “Todos deveríamos ser feministas”, a escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie mostra a sua visão sobre o feminismo a partir de sua experiência pessoal na Nigéria e também nos Estados Unidos.

Greta Thunberg

Ninguém é pequeno demais para que não possa ter impacto e mudar o mundo, então faça tudo o que puder

Greta Thunberg começou a sua luta contra as mudanças climáticas na Suécia e, desde então, se tornou uma referência que não hesita em dizer às lideranças mundiais, em sua cara, que elas devem tomar o comando e atuar para combater as principais ameaças que nosso planeta enfrenta hoje. 

Mais Recentes da CNN