Longe do cinema, Meg Ryan completa 60 anos; relembre seus filmes

Estrela nos anos 1980 e 1990, atriz se cansou do título "Queridinha da América" e sumiu durante anos. Para quem está com saudade, veja galeria com os títulos que marcaram sua carreira

Meg Ryan em um de seus maiores sucessos, "Mensagem para Você"
Meg Ryan em um de seus maiores sucessos, "Mensagem para Você" Reprodução

Debora Sandercolaboração para a CNN

Ouvir notícia

A extensa e marcante filmografia construída ao longo dos anos 1980 e 1990 levou Meg Ryan a conquistar a fama de “rainha da comédia romântica”. Há muito tempo distante de Hollywood, a atriz faz 60 anos nesta sexta-feira (19). Evitou os holofotes durante anos, quando se concentrou na sua vida pessoal e na relação com os filhos, Jack Quaid (29), do casamento com o ator Dennis Quaid, e Daisy True Ryan (17), adotada pela atriz em 2005.

No entanto, é possível saber de Meg em seu perfil no Instagram, onde eventualmente publica fotos, e em raras aparições públicas, como no baile de gala da amfAR, um evento beneficente da Fundação para a Pesquisa da AIDS, que aconteceu em novembro, em Nova York.

O distanciamento de Meg Ryan de Hollywood resultou de um longo processo de desconforto da atriz com as implicações do rótulo de “America’s Sweetheart” (Queridinha da América, em tradução livre). Por seu sucesso em filmes de comédia romântica no início da carreira, Meg teve pouca aceitação da crítica e do público ao interpretar personagens que fugissem do arquétipo de boa moça.

Ainda em 2009, em entrevista à revista americana Instyle, Meg declarou: “Eu entendi que era um elogio por ser adorável. Mas eu também senti que estavam projetando sobre mim ideias que não tinham nada a ver comigo. Eu nunca me senti uma pessoa muito convencional”.

Já em entrevista à New York Times Magazine, em 2019, Meg falou sobre a participação no filme “Em Carne Viva” (2003), um thriller com cenas de sexo e nudez que gerou polêmica e fortes críticas à atriz. Para ela, o papel interpretado na produção foi um ponto de virada em sua carreira que a levou a se afastar de Hollywood. “Acho que o sentimento foi mútuo. Quando eu cansei, eles também cansaram, provavelmente”, afirmou.

Em 2015, Meg Ryan fez sua estreia na direção com o drama “Ithaca”, adaptação do romance “The Human Comedy” (1943), de William Saroyan. Na produção, ela também atuou ao lado de Tom Hanks e do filho Jack Quaid.

Está com saudade de ver Meg Ryan na telinha? Relembre abaixo alguns dos filmes mais marcantes de sua carreira:

Mais Recentes da CNN