Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Madonna desabafa em show sobre claustrofobia: “Às vezes não consigo aguentar”

    Cantora compartilhou com os fãs sobre sua dificuldade de ficar em quartos de hotel durante a "Celebration Tour"

    Madonna desabafou em cima do palco sobre suas crises de pânico
    Madonna desabafou em cima do palco sobre suas crises de pânico Kevin Mazur/WireImage for Live Nation

    Aline Oliveirada CNN

    Madonna abriu o coração para os fãs durante o show da “Celebration Tour”, na Flórida, que aconteceu na noite desta última terça-feira (9). No meio da apresentação, a artista afirmou sofrer com claustrofobia e crises de pânico.

    Em um desabafo, a cantora revelou ter ataques de pânico em quartos de hotéis que não possibilitam a abertura das janelas.

    “Às vezes eu acho que não consigo aguentar isso. Então, é sério. Eu tinha claustrofobia. Eu devo ter sido sufocada em outra vida. Eu tenho ataques de pânico quando entro em um quarto e não consigo abrir a janela. Isso me enlouquece”, afirmou Madonna.

    Estou aqui fazendo uma turnê mundial e continuo parando em hotéis em que não posso abrir as janelas. Então, eu continuo correndo pelo quarto para não chorar. Isso é verdade”.

    Mesmo contando com o apoio de sua filha Lola, Madonna ainda revelou não ter se sentido bem ao encontrar um único hotel em que as janelas poderiam ser abertas.

    “Eu finalmente fiquei em um hotel onde a janela abria, em Atlanta, Georgia. Foi a vista mais feia que eu já tive. Sem ofender Atlanta, pois eu amo lá. Eu estava tão triste nesse dia que eu só pensava: ‘Eu poderia me jogar desse prédio'”, disse.

    “Eu não estou dizendo isso para parecer dramática, mas às vezes você se sente tão para baixo que você apenas faz. (…) Nossa vidas são feitas de altos e baixos, vivemos em um mundo que nos julga muito. É muito difícil se erguer, ignorar o que as pessoas pensam ou o que elas dizem”, finalizou.

    Caso precise de ajuda ou informações, procure o Centro de Valorização da Vida (CVV), que dá apoio emocional e preventivo. Ligue para 188 (número gratuito) ou acesse www.cvv.org.br