No Iêmen, Angelina Jolie faz pedido de ajuda humanitária para o país e para a Ucrânia

Atriz é porta-voz da Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e tem se manifestado pedindo ajuda para todos os refugiados

Angelina Jolie está no Iêmen e pede pelos refugiados do país
Angelina Jolie está no Iêmen e pede pelos refugiados do país Getty Images

Lisa Respers Franceda CNN

Ouvir notícia

Angelina Jolie traçou um paralelo entre refugiados no Iêmen e aqueles que sofrem por causa da Guerra na Ucrânia.

A atriz, que há anos trabalha em estreita colaboração com a Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), compartilhou sobre a viagem em um vídeo em sua conta verificada do Instagram no fim de semana.

“Desembarquei em Aden para encontrar famílias deslocadas e refugiados para o ACNUR @refugees e mostrar meu apoio ao povo do Iêmen”, dizia a legenda. “Farei o meu melhor para me comunicar à medida que os dias se desenrolam.”

“Enquanto continuamos a assistir aos horrores que se desenrolam na Ucrânia e pedimos um fim imediato ao conflito e acesso humanitário, estou aqui no Iêmen para apoiar as pessoas que também precisam desesperadamente de paz”, continuou ela.

“A situação aqui é uma das piores crises humanitárias do mundo, com um civil morto ou ferido a cada hora em 2022”, escreveu Jolie, que serviu como enviada especial do ACNUR. “Uma economia devastada pela guerra e mais de 20 milhões de ieminis dependendo da assistência humanitária para sobreviver.”

Em 2020, Jolie doou uma quantia de dinheiro não revelada a dois jovens britânicos que abriram uma banca de limonada para arrecadar dinheiro para os afetados pela crise no Iêmen.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN