Novo 007 “amarra pontas soltas”, diz Daniel Craig ao se despedir de James Bond

"007 - Sem Tempo Para Morrer" estreia nos cinemas nesta semana e é o último a ter ator vivendo o famoso agente britânico

Daniel Craig vive sua última aventura como James Bond
Daniel Craig vive sua última aventura como James Bond Foto: Divulgação/Universal Pictures

Sarah Millsda Reuters

Ouvir notícia

Daniel Craig pensou que tinha concluído seu tempo como James Bond com “007 contra Spectre”, mas o ator diz que sua quinta atuação como o agente secreto britânico em “007: Sem Tempo Para Morrer” lhe permitiu completar de vez sua jornada.

Quase 60 anos após a estreia do primeiro filme de Bond, o “Dr No”, o espião favorito do cinema, conhecido por seu amor por carros velozes e acessórios descolados, retorna no altamente esperado 25º filme de Bond na próxima semana, após um atraso de 18 meses devido à pandemia da Covid-19.

Com um custo de produção estimado em 200 milhões de dólares, “Sem Tempo Para Morrer” vê Bond sair de uma vida idílica na Jamaica para ajudar a encontrar um novo vilão armado com uma tecnologia letal [veja o trailer abaixo].

“Não pensei que iria fazer outro filme depois de ‘Spectre’. Pensei genuinamente que iria apenas guardar 007 na memória”, disse Craig à Reuters.

“Mas estou tão feliz que tive a oportunidade de fazer este filme. Nós amarramos muitas pontas soltas. Tentamos contar uma história com todos os meus filmes Bond. É como se todos eles estivessem conectados de alguma forma e este aqui, de certa forma, o encerrou”.

Com quase três horas de duração, o filme, dirigido por Cary Joji Fukunaga, promete a habitual ação Bond, perseguições de carros e acrobacias em locais pitorescos, incluindo as cavernas da cidade de Matera, no sul da Itália.

Ele apresenta a nova personagem Nomi, interpretada pela atriz negra Lashana Lynch e descrita simplesmente como um agente 00 no antigo emprego de Bond, o serviço de espionagem estrangeiro MI6, do Reino Unido. Ela parece tão feroz e habilidosa quanto Bond.

“Ela também é um ser humano. Ela é centrada, vem de um bom passado e aproveita todas as oportunidades que tem, realmente faz acontecer. Ela mudou as coisas no MI6 e continuará a fazer isso”, disse Lynch.

“É inovador para as mulheres negras, para a minha cultura, para a franquia também, que já tem durado um longo tempo”.

A atriz francesa Lea Seydoux revisita seu papel como Madeleine Swann, que também apareceu em “Spectre”.

“Cary quis explorar um pouco mais o caráter de Madeleine. De certa forma, ela é o coração do filme e a relação com Bond está muito mais desenvolvida”, disse Seydoux.

Rami Malek junta-se à franquia, uma das mais valiosas de Hollywood, como o vilão Safin.

“Eu olhei para quase cada vilão da história do cinema para me preparar para isto”, disse ele ao podcast oficial do filme.

Depois de ter sido adiado três vezes desde sua estreia original, prevista para abril de 2020, “Sem Tempo Para Morrer” será lançado na terça-feira (28) em Londres (e em 30 de setembro no Brasil).

“Eu gostei de todos eles. Eles são sempre um pouco difíceis, mas qualquer coisa que valha a pena é sempre um pouco difícil, então foi um prazer filmá-los”, disse Craig, que iniciou sua jornada Bond no “Casino Royal”, de 2006.

“Estou imensamente grato por ter tido essa oportunidade. Todas as lembranças e todos os momentos incríveis, trabalhar com pessoas simplesmente fantásticas. Isso mudou minha vida”.

Mais Recentes da CNN