Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    O dia em que entrevistei a Mulher Maravilha

    Ouvir “É só passar por essa porta que a Gal Gadot vai estar esperando” foi o bastante para minhas mãos suarem e a respiração ficar ofegante

    Gal Gadot interpreta novamente a Mulher-Maravilha, alter ego da Princesa Diana de Themyscira, na sequência '1984'
    Gal Gadot interpreta novamente a Mulher-Maravilha, alter ego da Princesa Diana de Themyscira, na sequência '1984' Foto: Clay Enos/ Warner Bros

    Mari Palma

    Você, que tá agora lendo esse texto, para e pensa: o que você faria se ouvisse isso? Sairia correndo? Crise de pânico? Mãos suando? Respiração ofegante? Pois acredite, eu ouvi e senti todas essas coisas ao mesmo tempo. Não importa quantos anos de carreira você tem nem quantas entrevistas você já fez na vida, nada te prepara pro dia que você vai entrevistar pessoalmente a Mulher Maravilha. E esse dia chegou pra mim num hotel aqui em São Paulo.

    A brava produção do PopVerso CNN conseguiu marcar essa entrevista pra falar sobre o novo filme da Netflix, Agente Stone, que conta a história de uma agente de elite que, junto com o time dela, precisa evitar que uma tecnologia super avançada, feita com inteligência artificial, chegue nas mãos de pessoas erradas.

    É um filme de espionagem, com aquelas cenas de ação que a gente ama, mas, dessa vez, com mulheres na liderança das missões. Eu assisti ao filme (e recomendo), fiz minhas anotações e me preparei do melhor jeito possível pro grande dia – mas, quando eu cheguei na frente daquela porta que me separava da Gal e dos outros atores do elenco, confesso que a perna deu uma tremidinha.

    Funciona assim: você entra na sala e os atores já estão lá sentados, bonitinhos, te esperando. Em volta, todas as câmeras já ligadas e a equipe pronta pra apertar o REC e começar a gravar. E aí você vai pro seu lugar, senta, se apresenta e começa a entrevista que geralmente dura uns 5 ou 7 minutinhos.

    Elas precisam ser mais curtinhas porque são muitas pessoas pra entrevistar, então o ideal é dividir e organizar pra que todo mundo tenha tempo suficiente. Eu sempre fico nervosa porque sei da responsabilidade que eu tenho ali naquele momento: tá na minha mão não vacilar e voltar pra redação com uma entrevista legal e interessante. Mas ao mesmo tempo, eu gosto desse desafio, então foi incrível passar por aquilo.

    Primeiro de tudo: não preciso dizer o quanto Gal Gadot é linda, né? Pessoalmente até assusta. Mas mais importante do que isso: pensa numa mulher simpática, carismática e – me segurando pra não usar um palavrão, afinal, tô na newsletter da firma – inteligente. Sempre sorrindo, respondendo olhando no meu olho e se mostrando interessada na conversa (eu sei que você deve tá pensando que isso é o mínimo que ela precisa fazer, mas nem sempre é assim tá?).

    Além dela, estavam na sala também o Jamie Dornan (Christian Grey, pros íntimos) e a Alia Bhatt, uma atriz que eu não conhecia e que depois acabei virando fã. Todos muito legais. Tão legais que até elogiaram os adesivos que eu tenho no meu Ipad – os de Friends, principalmente.

    Eu poderia falar mais sobre como foi a entrevista, mas vou guardar essa informação e fazer um leve suspense pra vocês não perderem o PopVerso CNN da próxima quarta, dia 9. Agora que vocês já sabem como foi nos bastidores, vai ser ainda mais legal conferir o resultado. Então vejam e depois postem com a nossa hashtag #PopVersoCNN o que vocês acharam. Só não vale falar mal da entrevistadora, hein?