Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Pedro Pascal pegava dinheiro emprestado para comer no início da carreira

    Revelação foi feita nesta semana pela atriz Sarah Paulson em entrevista a um revista

    Sarah Paulson e Pedro Pascal são amigos desde o início dos anos 90, quando se conheceram em Nova York
    Sarah Paulson e Pedro Pascal são amigos desde o início dos anos 90, quando se conheceram em Nova York Gregg DeGuire/Getty Images

    Yara Guerracolaboração para a CNN

    Em entrevista à revista “Esquire”, a atriz Sarah Paulson contou que emprestava dinheiro a Pedro Pascal no início da carreira dele para que o colega pudesse se alimentar.

    “Ele já falou sobre isso publicamente, mas houve momentos em que eu dava a ele a diária de um dos meus trabalhos para que pudesse ter dinheiro para se alimentar”, disse ela.

    Paulson conheceu o ator em Nova York por meio de um grupo de amigos de recém-graduados da escola La Guardia High School of Music & Art and Performing Arts.

     

    A gentileza financeira de Paulson a Pascal se deu por volta dos anos 2000, quando ele voltou à rotina de audições em Nova York após a morte de sua mãe, no Chile.

    À época, o ator levava muitas negativas em testes para comerciais e filmes, ao mesmo tempo em que trabalhava como garçom para se sustentar. Apesar de chegar perto de conseguir o papel muitas vezes, Pascal era preterido por outros candidatos.

    Ao editor Dave Holmes, que escreveu seu perfil na “Esquire”, o protagonista de “The Last of Us” contou que os feedbacks eram bons o suficiente para manter as expectativas de seus representantes:

    “Acho que isso, e essa autodeterminação delirante, e nenhuma habilidade real para qualquer outra coisa, foi o que me fez continuar”, disse.

    Pedro Pascal viu a fama decolar após as suas participações nas séries “The Last of Us” e “The Mandalorian”/ Reprodução/Instagram

    Apesar dos contratempos em sua jornada para o estrelato hollywoodiano, Pascal vive, aos 48 anos, um nível de fama até então desconhecido para ele.

    Após seu curto arco em “Game of Thrones” e participação em “Narcos” por algumas temporadas, o ator viu a sua vida mudar com o sucesso de seu papel em duas séries de TV: “The Last of Us”, da HBO Max, e “The Mandalorian”, da Disney+.

    Ainda à “Esquire”, Paulson comentou sobre o sucesso da carreira do amigo.

    “Ele faz parte de algumas coisas espetacularmente bem-sucedidas”, disse a amiga de longa data. “Mas, às vezes, nessas situações, a produção é a superestrela. É realmente emocionante ver que ele é a coisa que está se tornando uma superestrela em tudo isso”, completou.

    Segundo ela, há uma conexão entre os espectadores e o ator, a quem desejam sucesso, e é é isso que faz uma grande estrela de cinema.

    “Quero vê-lo assumir o posto de galã de comédias românticas que era de atores como Bruce Willis e Mel Gibson e todos esses caras. Vamos refazer ‘Die Hard’ com Pedro. Refaça todos os filmes de ‘Máquina Mortífera’ com Pedro”, disse.