Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Quem é Cillian Murphy, protagonista de “Oppenheimer” e “Peaky Blinders”

    Ator irlândes tem anos de carreira em Hollywood, além de ser a grande estrela da série de sucesso lançada em 2013

    Cillian Murphy em "Oppenheimer"
    Cillian Murphy em "Oppenheimer" Divulgação/Universal Pictures

    Marina Toledoda CNN

    em São Paulo

    O irlândes Cillian Murphy (lê-se Quílian) protagoniza um dos filmes mais aguardados do ano: “Oppenheimer“. O ator retoma a parceria com o cineasta Christopher Nolan, com quem já trabalhou diversas vezes no passado.

    Na trama, ele dá vida ao físico criador da bomba atômica J. Robert Oppenheimer. O longa chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (20).

    Com 47 anos e há 25 anos na indústria cinematográfica, Murphy acumula dezenas de produções no currículo, parcerias de sucesso com grandes nomes de Hollywood e uma marca como vilão.

    Quem é Cillian Murphy

    Natural de Cork, na Irlanda, Murphy chegou a estudar direito na universidade e iniciar uma carreira na música antes de migrar para a sétima arte.

    Seus primeiros trabalhos como ator foram em peças de teatro, tanto na escola e faculdade quanto profissionalmente – estreando nos palcos em 1996.

    No cinema, sua estreia foi em 1998, com um papel secundário em “A História de uma Amizade”, ao lado de seus conterrâneos Brendan Gleeson e Andrew Scott.

    No ano seguinte, o ator estrelou diversos curtas e os longas “Sunburn – As Aventuras de um Verão” “The Trench”, junto com Daniel Craig.

    Em 2001, teve seu primeiro grande papel no romance “Disco Pigs”, que, inclusive, lhe rende seu primeiro prêmio como Melhor Ator, no Ouresense Independent Film Festival Awards.

    Cillian Murphy e Elaine Cassidy em “Disco Pigs” / Reprodução

    No mesmo ano, fez sua estreia nas telinhas ao participar da minissérie de época “The Way We Live Now”.

    Entre uma produção e outra no início dos anos 2000, Murphy estrelou o terror pós-apocalítico “Extermínio”, pelo qual recebeu indicações de Melhor Ator e Revelação; “Dias Selvagens”, com Colin Farrell; “Moça com Brinco de Pérola”, ao lado de Scarlett Johansson e Colin Firth; a produção infantil “Café da Manhã em Plutão”, que lhe rendeu sua primeira indicação ao Globo de Ouro; e o suspense “Voo Noturno”, com Rachel McAdams.

    Em 2005, o ator trabalhou pela primeira vez com o diretor Christopher Nolan, parceria que segue firme até os dias atuais, em “Batman Begins”. Na trilogia, ele dá vida ao Dr. Jonathan Crane (ou Espantalho) e aparece nos três filmes.

    Cillian Murphy em “Batman Begins” / Reprodução/YouTube

    Em 2006, ele protagonizou o vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes daquele ano, “Ventos da Liberdade”. Murphy foi indicado ao Bafta, o “Oscar britânico”, pelo papel.

    Entre um Batman e outro, o ator trabalhou mais uma vez com Nolan, em 2010, no premiado “A Origem”, ao lado de estrelas como Leonardo DiCaprio, Joseph Gordon-Levitt, Tom Hardy e mais. No mesmo ano, ele fez uma participação no longa “Tron: O Legado”.

    Na década seguinte, Murphy acumulou uma série de sucessos no curriculo, como “O Preço da Amanhã”, “Anna – O Perigo Tem Nome”, “Poder Paranormal”, “Dunkirk” e “Um Lugar Silencioso: Parte II”.

    Cillian Murphy em “Dunkirk”, obra de Christopher Nolan / Divulgação/Warner Bros.

    Sua fama alcançou novos patamares ao voltar às telinhas e dar vida ao líder de uma gangue inglesa no seriado “Peaky Blinders”. A produção foi ao ar em 2013 e chegou ao fim em 2022 após seis temporadas.

    A série soma mais de 10 prêmios, entre eles para Murphy como Melhor Ator no TV Choice Awards e no Irish Film and Television Awards, e é aclama pela crítica e pelo público.

    Cillian Murhy como Thomas Shelby em “Peaky Blinders” / Divulgação/Netflix

    Neste ano, ele volta aos holofotes ao estrelar “Oppenheimer”, que há quem diga que é “o filme do ano”. O longa marca sua quarta parceria com Nolan.

    “Fiquei tão feliz por ter recebido a oportunidade – é meio que um papel dos sonhos. Mas é tão multifacetado e maciço, então você simplesmente mergulha”, disse Murphy à CNN.

    “Ter o privilégio de trabalhar com ele ao longo dos anos e vê-lo caminhar nessa direção é fenomenal de se testemunhar”, acrescentou.