Quentin Tarantino venderá 7 cenas inéditas de ‘Pulp Fiction’ como NFTs

Os NFTs também incluirão trechos do roteiro original manuscrito de "Pulp Fiction", bem como comentários exclusivos do escritor e diretor

"Estou animado para apresentar essas cenas exclusivas de 'Pulp Fiction' aos fãs", disse Tarantino em um comunicado
"Estou animado para apresentar essas cenas exclusivas de 'Pulp Fiction' aos fãs", disse Tarantino em um comunicado Divulgação

Erika Palottada CNN

Ouvir notícia

O diretor e roteirista duas vezes vencedor do Oscar anunciou na terça-feira (2) que venderá NFTs — os “tokens não-fungíveis” — de sete cenas originais de “Pulp Fiction”, possivelmente seu filme mais famoso.

Tarantino vai leiloar os clipes nunca antes vistos como “NFTs secretos”, que serão construídos na Rede Secreta – um blockchain que se concentra na privacidade.

Os NFTs também incluirão trechos do roteiro original manuscrito de “Pulp Fiction”, bem como comentários exclusivos do escritor e diretor.

O comentário de Tarantino revelará “segredos sobre o filme e seu criador”, segundo a Secret Network.

Tarantino ganhou o Oscar de melhor roteiro original por “Pulp Fiction” de 1994 e por “Django Livre”, lançado em 2012.

“Estou animado para apresentar essas cenas exclusivas de ‘Pulp Fiction’ aos fãs”, disse Tarantino em um comunicado na terça-feira.

Para quem não está familiarizado com NFTs, cada um é “certificado” no blockchain para dar a ele uma identidade verificada, tornando-os itens colecionáveis ​​que podem ser extremamente valiosos.

No ano passado, um NFT do artista Mike Winkelmann – mais conhecido como Beeple – foi vendido por US $ 69 milhões.

“Pulp Fiction” não é o primeiro filme a entrar no jogo NFT. A VeVe Partners e a MGM Studios anunciaram em setembro que lançariam James Bond NFTs do “No Time to Die” do mês passado, o último filme da série.

“Pulp Fiction” — que reúne várias histórias selvagens e obscenas de criminosos em Los Angeles — é um dos filmes mais influentes dos últimos 30 anos e tem uma audiência de 96% no Rotten Tomatoes.

Texto traduzido. Leia o original em inglês aqui.

Tópicos

Mais Recentes da CNN