Relembre os principais papéis de Tarcísio Meira na televisão

'Irmãos Coragem', 'Guerra dos Sexos' e 'Roda de Fogo' estão entre as obras com destaque do ator

Tarcísio Meira em um de seus maiores sucessos, "Irmãos Coragem"
Tarcísio Meira em um de seus maiores sucessos, "Irmãos Coragem" Foto: Memória Globo

Luana Franzão*, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O ator Tarcísio Meira morreu em decorrência do agravamento de uma infecção pela Covid-19 nesta quinta-feira (12). Em seus 62 anos de carreira na televisão, ele interpretou alguns dos papéis mais memoráveis em novelas e tornou-se referência da teledramaturgia.

Relembre os trabalhos mais marcantes de Tarcísio Meira:

1963: “2-5499 Ocupado” (TV Excelsior)

Tarcísio Meira participou da primeira telenovela a ser transmitida diariamente na TV brasileira, produzida pela TV Excelsior e escrita por Dulce Santucci. Nela, ele contracenava com a esposa Glória Menezes.

Tarcísio Meira e Glória Menezes
Tarcísio Meira e Glória Menezes em “2-5499 Ocupado”, primeira telenovela diária do Brasil
Foto: Reprodução

1967: “Sangue e Areia” (Rede Globo)

O casal estreou na Rede Globo, que seria sua casa por mais de 50 anos, com a novela “Sangue e Areia”, uma adaptação de um romance espanhol feita por Janete Clair. Na trama, ele interpretou o toureiro Juan Gallardo, que se via em um triângulo amoroso entre a filha do patrão e a esposa. O triângulo, ao longo da trama, muda de forma e ganha mais uma personagem, Dona Sol (Glória Menezes), com quem fica ao final.

Tarcísio Meira
Tarcísio Meira em “Sangue e Areia”
Foto: Cedoc/Globo

1970: “Irmãos Coragem” (Rede Globo)

Tarcísio Meira interpretou um dos irmãos que deu origem ao nome da novela, João Coragem. O papel lhe rendeu ainda mais destaque como gênio da atuação. A novela era considerada uma produção de altíssimo nível, em comparação às anteriores, e foi um ponto de virada na telematurgia do Brasil.

Tarcísio Meira em "Irmãos Coragem"
Tarcísio Meira em “Irmãos Coragem”
Foto: Cedoc/Globo

1972: “Caso Especial – Meu Primeiro Baile” (Rede Globo)

Novamente em companhia de Glória Menezes e sob chefia de Janete Clair, o ator participou do primeiro programa a ser inteiramente transmitido em cores na televisão brasileira. 

1974: “Escalada” (Rede Globo)

Meira protagonizou a novela escrita por Dias Gomes, autor do também sucesso “O Bem Amado”. Nela, ele foi um caixeiro-viajante, que sai de Minas Gerais e acaba no interior de São Paulo. Ele investe em sucessivos negócios fracassados, até que decide ir para a recém-criada Brasília, onde se estabelece como empreiteiro e ganha fortuna.

1980: “Coração Alado” (Rede Globo)

Outro sucesso da carreira do ator foi o papel de Juca Pitanga, um escultor pernambucano que descobre que suas obras estão sendo vendidas por preços exorbitantes no Rio de Janeiro. Ele então se muda para a cidade e passa a tentar o sucesso por lá. A novela causou polêmica com cenas fortes, envolvendo estupro e masturbação.

Tarcísio Meira e Vera Fisher em "Coração Alado"
Tarcísio Meira e Vera Fisher em “Coração Alado”
Foto: Cedoc/Globo

1983: “Guerra dos Sexos” (Rede Globo)

Na trama divertida que conquistou o país, ele fez o papel de Felipe, sobrinho de Otávio e filho adotivo de Charlô, personagens centrais da trama interpretados por Paulo Autran e Fernanda Montenegro respectivamente. Ele se une aos homens e tenta sabotar os negócios da mãe. Neste trabalho, Meira mostrou que possuía talento para a comédia.

Tarcísio Meira e Glória Menezes em "Guerra dos Sexos"
Tarcísio Meira e Glória Menezes em “Guerra dos Sexos”
Foto: Cedoc/Globo

1986: “Roda de Fogo” (Rede Globo)

Tarcísio interpretou aqui um empresário riquíssimo, que descobre um tumor no cérebro e decide mudar sua visão da vida. Ele deseja aproveitar seus últimos meses e faz mudanças drásticas: um divórcio e a doação de todos os lucros da empresa para a caridade.

Tarcísio Meira e Bruna Lombardi em "Roda de Fogo"
Tarcísio Meira e Bruna Lombardi em “Roda de Fogo”
Foto: Memória Globo

1988: “Tarcísio e Glória” (Rede Globo)

O seriado, exibido quinzenalmente, contava histórias das quais Tarcísio Meira e Glória Menezes eram protagonistas. Temas como direitos das mulheres e corrupção eram parte do roteiro.

1996: “O Rei do Gado”

Na novela que é um dos maiores sucessos da TV, Meira interpretou Giuseppe Berdinazzi, inimigo do protagonista Bruno Mezenga, que ganhou vida na pele de Antônio Fagundes. Os antagonistas lutavam pelas terras de suas fazendas, e se surpreendem ao descobrir que seus filhos se apaixonaram.

Tarcísio Meira em "Rei do Gado"
Tarcísio Meira em “Rei do Gado”
Foto: Cedoc/Globo

1998: “Torre de Babel” (Rede Globo)

Na novela, o ator fez César Toledo, dono do shopping Tropical Tower, central para a trama. Na inauguração do centro comercial, o pedreiro interpretado por Tony Ramos assassina a esposa de Toledo ao vê-la o traindo com outros homens. O empresário denuncia Ramos, e ao sair da prisão, ele deseja vingança.

2002: “O Beijo do Vampiro” (Rede Globo)

Tarcísio Meira interpretou um mesmo personagem com dois nomes: Duque Bóris no passado, e Igor Pivomar no futuro. Bóris, com mais de 800 anos vive como Igor na atualidade, e descobre em Flávia Alessandra uma mulher por quem foi apaixonado no século 12. Ele decide recuperá-la e buscar seu filho no presente.

Tarcísio Meira e Julia Lemmertz em "O Beijo do Vampiro"
Tarcísio Meira e Julia Lemmertz em “O Beijo do Vampiro”
Foto: Memória Globo

 2008: “A Favorita” (Rede Globo)

O ator fez o papel de Copola, um líder do movimento operário que rivaliza com o ex-colega Gonçalo (Mauro Mendonça), isso porque ambos são apaixonados por Irene (Glória Menezes), filha do dono da fábrica onde trabalhavam. A novela foi um sucesso de público, e ficou marcada como uma das melhores dos últimos anos.

Glória Menezes e Tarcísio Meira em "A Favorita"
Glória Menezes e Tarcísio Meira em “A Favorita”
Foto: Memória Globo

*sob supervisão

Mais Recentes da CNN