Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Virginia antecipa Dia dos Namorados e se declara para Zé Felipe: “Alma gêmea”

    Casal revelou na última quarta-feira que não entregará presentes na data comemorativa

    “Você é e será meu namorado pro resto da minha vida, se Deus quiser”, escreveu Virginia na legenda
    “Você é e será meu namorado pro resto da minha vida, se Deus quiser”, escreveu Virginia na legenda Instagram/Reprodução

    Giovana Christda CNN

    Virginia, 25, comemorou seu relacionamento com Zé Felipe, 26, nesta terça-feira (11) em uma publicação no Instagram. A influenciadora antecipou o Dia dos Namorados homenageando seu marido.

    “Construímos uma história e uma família linda em menos de quatro anos juntos e sou muito grata a Deus por ter conhecido minha alma gêmea tão rápido assim”, escreveu na legenda. O casal está junto desde 2020, tem duas filhas: Maria Alice, 3, e Maria Flor, 1; e esperam o próximo, José Leonardo.

    “Você é e será meu namorado pro resto da minha vida, se Deus quiser”, finalizou Virginia na legenda.

    Na última quarta-feira (6), Virginia mostrou uma conversa com o marido em que concluem que não entregarão presentes de comemoração do Dia dos Namorados. A decisão não é comum, já que eles costumam se presentear com joias de luxo, calçados e roupas de grife e até mesmo com um jatinho.

    A história do casal é marcada pela rapidez. Em 2020, Zé Felipe viu um vídeo da influenciadora no Tiktok e mandou uma mensagem para ela.

    Depois de 15 dias, Virginia viajou para visitá-lo e, dois dias depois de se conhecerem pessoalmente, estavam namorando. Quinze dias após esse marco, decidiram morar juntos.

    Após dois meses do início do relacionamento ela descobriu a primeira gravidez, de Maria Alice, e, com cinco meses de compromisso, se casaram. No momento, além das duas filhas, a empresária está grávida de sete meses de seu terceiro filho com o cantor, José Leonardo.

    Virginia Fonseca ganha presente de mais de R$ 500 mil de Zé Felipe

    *Com informações de Mariana Valbão, da CNN