Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Você sabia? Bebês são “espremidos” em cilindros para fazer exames de Raio-X; entenda técnica

    Procedimento, que era muito comum nos anos 60, serve para imobilizar e reduzir a exposição às radiações

    Equipamento chamado Pigg-O-Stat serve para imobilizar bebês durante procedimentos radiológicos
    Equipamento chamado Pigg-O-Stat serve para imobilizar bebês durante procedimentos radiológicos Reprodução/Redes Sociais

    Flávia Martinsda CNN

    Você sabe como bebês passam por exames radiológicos?

    Muitas pessoas acabaram descobrindo nos últimos dias. Isso porque um vídeo de um bebê passando pelo famoso procedimento de “Raio-x” viralizou nos últimos dias, alcançando quase 7 milhões de visualizações e mais de 600 mil curtidas.

    As imagens, postadas em um perfil do TikTok que replica vídeos da rotina de bebês e crianças, mostram um menino com os braços levantados e espremido em uma espécie de cilindro transparente.

    O utensílio, que está apoiado em uma mesa móvel, também tem um cinto que prende o bebê, deixando suas pernas soltas.

    O equipamento se chama Pigg-O-Stat e é um imobilizador pediátrico para realizar exames radiológicos, que também ajuda a proteger das radiações.

    Segundo o e-commerce americano CMX Medical Imaging, que vende todo o tipo de equipamento hospitalar para exames de imagem, a “engenhoca” é bastante utilizada desde os anos 1960 e serve para posicionar corretamente bebês e crianças. Por estarem imobilizados, as imagens são capturadas mais facilmente, o que ajuda a reduzir a exposição das crianças aos raios.