Djokovic é desclassificado do US Open após acertar bolada em juíza


Gabriel Passeri*, da CNN, em São Paulo
06 de setembro de 2020 às 23:41 | Atualizado 07 de setembro de 2020 às 06:31
O tenista sérvio Novak Djokovic

Novak Djokovic durante partida do Adria Tour em Zadar, na Croácia

Foto: Antonio Bronic/ Reuters

O sérvio Novak Djokovic, tenista número 1 no mundo, foi desclassificado do US Open após acertar uma bolada em uma das juízas que ficam no fundo da quadra. A partida das oitavas de final do torneio estava no primeiro set quando ocorreu o incidente que culminou na desclassificação o atleta. Ele imediatamente se desculpou e ficou ao lado da árbitra até ela se recuperar. 

Por meio de comunicado, a USTA (United States Tennis Association) explicou que a ação do tenista vai contra o livro de regras de Grand Slams. A associação ainda classifica o ato como intencional, perigoso e displicente. “Djokovic perderá todos os pontos de ranking ganhados no US Open e será multado no valor do prêmio em dinheiro ganho no torneio, além de qualquer multa cobrada em relação ao incidente ofensivo”, completou.

As regras afirmam: “Os jogadores não devem, em nenhum momento, abusar fisicamente de qualquer oficial, oponente, espectador ou outra pessoa dentro do recinto do local do torneio”.

Leia também:

Preconceito e machismo travam desenvolvimento do futebol feminino, diz Marta

F1: Renault trocará nome para Alpine F1 em 2021

A temporada de Djokovic beirava a perfeição: com 26 vitórias nos 26 jogos disputados até então, o tenista havia vencido o Aberto da Austrália, o ATP 500 de Dubai e o Masters 1000 de Cincinnati. Com a desclassificação do sérvio, o espanhol Pablo Carreño Basta avança às quartas de final do Grand Slam e efrentará Denis Shapovalov ou David Goffin.

Em sua rede social, o tenista lamentou o ocorrido e o classificou como uma lição de vida. “Toda esta situação deixa-me muito triste e vazio. Verifiquei como se sente a juíza de linha, e segundo as informações que recebi, ela se sente bem, graças a Deus. Não posso revelar o nome dela para manter sua privacidade. Peço imensa desculpa por lhe ter causado esse estresse. Não foi de propósito.” 

Ele também aproveitou para se desculpar com a organização do torneio. “Peço desculpa aos organizadores do US Open. Sou muito grato à minha equipa e família por me terem dado forte apoio, bem como aos meus fãs pois eles estão sempre lá para mim”, completou o comunicado.

(*Com supervisão de Bianca Camargo)