Morre Maradona: Argentina decreta luto de três dias

Ídolo argentino morreu aos 60 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória

Leonardo Lellis Da CNN, em São Paulo
25 de novembro de 2020 às 14:12 | Atualizado 25 de novembro de 2020 às 14:28

 

O governo da Argentina decretou luto de três dias em razão da morte do ídolo do futebol Diego Maradona. Maior jogador argentino de todos os tempos e um dos maiores do mundo, ele morreu nesta quarta-feira (25), vítima de uma parada cardiorrespiratória. Maradona passou por uma cirurgia no cérebro no começo do mês. 

"Vocês nos levou ao mais alto do mundo. Nos fez imensamente felizes. Foi o maior de todos. Obrigado por ter existido, Diego. Vamos sentir sua falta para sempre", escreveu o presidente argentino Alberto Fernández.

Leia e assista também

'Dos jogadores que vi em campo, ele foi o melhor', diz Romário; leia repercussão

Pelé: ‘Certamente, um dia vamos bater uma bola juntos lá no céu’