Japão alerta que aglomerações podem suspender revezamento da tocha olímpica

Autoridades recomendam que público apoie com aplausos ou usando produtos distribuídos ao invés de gritar

Da CNN
25 de fevereiro de 2021 às 10:58 | Atualizado 25 de fevereiro de 2021 às 10:59
Japão tentará evitar aglomerações durante percurso da tocha olímpica
Japão tentará evitar aglomerações durante percurso da tocha olímpica
Foto: Reuters

O revezamento da tocha olímpica de Tóquio 2020 começará em Fukushima, em 25 de março, com uma série de medidas contra a Covid-19, anunciaram as autoridades do Comitê Olímpico nesta quinta-feira (25). Entre as medidas, o percurso pode ser suspenso se aglomerações forem registradas.

As Olimpíadas estavam programadas para julho de 2020, mas foram adiadas para este ano devido à pandemia. Nos últimos meses, os Jogos têm sido um ponto de controvérsia, com rumores de cancelamento enquanto o Japão lida com mais uma onda de casos. As autoridades, no entanto, insistem que o evento irá adiante.

Antes de viajar por todos os cantos do Japão, a tocha passará primeiro por regiões afetadas pelo devastador terremoto Tohoku, que ocorreu em 2011, e pelo tsunami que completa 10 anos em 2021.

Durante o trajeto, serão adotadas medidas contra o coronavírus, como evitar espaços fechados, lugares lotados e contatos próximos. Quem desejar assistir ao revezamento deverá usar máscaras e evitar viajar para fora da cidade em que vive. Para aqueles que não estiverem se sentindo bem, a recomendação é ficar em casa.

"Se por acaso alguma aglomeração densa acontecer nas ruas, o revezamento da tocha pode ser detido, já que priorizamos a segurança e a proteção", disse Yukihiko Nunomura, executivo sênior da Tóquio-2020.

Os espectadores também foram instruídos a apoiar com aplausos ou usando produtos distribuídos ao invés de gritar. Todo o evento será transmitido online.

De acordo com o comitê organizador, os portadores da tocha deverão preencher uma lista de verificação de saúde diária duas semanas antes do revezamento. Além disso, eles precisarão se abster de atividades que possam envolver risco de infecção, como comer fora ou ir a lugares fechados.

“O revezamento da tocha olímpica será um evento para todos e, em meio à ameaça global da Covid-19, dará esperança e coragem às pessoas em todo o Japão”, disseram as autoridades envolvidas no evento em comunicado.

Casos

Os detalhes sobre o evento ocorrem enquanto o Japão registra 912 novas infecções e 63 mortes por Covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde do país. Esses números elevam o total nacional para 429.265 casos e 7.660 mortes.

Com informações de Sarah Faidell e Junko Ogura, da CNN, da Reuters e da Agência Brasil