Presidente da CBF diz ter interesse em comprar vacinas para o futebol

Caboclo apoia o projeto da deputada Celina Leão (PP-DF), que propõe a aquisição dos imunizantes por empresas privadas desde que sigam as regras da Saúde

Nathalia Fonseca, da CNN, em São Paulo
07 de abril de 2021 às 15:44 | Atualizado 07 de abril de 2021 às 16:50

 O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, afirmou que deseja adquirir doses de vacinas contra a Covid-19 para profissionais do futebol. A declaração foi feita ao portal UOL.

Caboclo apoia o projeto da deputada Celina Leão (PP-DF), que propõe a aquisição dos imunizantes por empresas privadas desde que sigam as regras do Ministério da Saúde.

A Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do projeto na terça-feira (6), mas ainda aguarda a votação de 10 destaques.

"Estamos acompanhando as discussões no Congresso e, caso seja liberado, sim, temos interesse em comprar vacinas para o futebol", afirmou o presidente da CBF.

Caboclo também comentou que o auxílio emergencial oferecido aos clubes durante a primeira interrupção das atividades, em 2020, "não deve se repetir" neste momento.

"Fizemos isso no ano passado quando do susto causado pela paralisação das máquinas. No total, a CBF gastou R$ 525 milhões. R$ 170 em antecipações de cotas a juros zero e doações. Todos os clubes que tinham cotas e dinheiro a receber, de contratos de longo prazo, puderam retirar esses valores sem desconto", reforçou.

CBF estuda com os clubes o melhor momento para o retorno do futebol
Caboclo também comentou que o auxílio emergencial oferecido aos clubes 'não deve se repetir'
Foto: Lucas Figueiredo/CBF