França adia Roland Garros para 30 de maio

Torneiro começaria no dia 23 de maio; o país entrou em terceiro lockdown restritivo no início deste mês para conter a propagação do coronavírus

Reuters
08 de abril de 2021 às 11:13 | Atualizado 08 de abril de 2021 às 11:17
Roland Garros adiado
Roland Garros é adiado em meio à pandemia de Covid-19
Foto: Benoit Tessier/Reuters

O torneio de Roland Garros deste ano foi adiado em uma semana devido à pandemia de Covid-19 e começará em 30 de maio, informou a Federação Francesa de Tênis (FFT) nesta quinta-feira (8).

O Grand Slam realizado no saibro, que no ano passado foi adiado em quatro meses e foi realizado diante de plateias limitadas, terminará no dia 13 de junho. Neste ano, o torneiro estava para começar no dia 23 de maio.

Já os organizadores do torneiro realizado na grama afirmaram que não mudarão suas datas ao saber da decisão do Aberto da França, que apoiou. A possibilidade de adiamento foi levantada pela ministra dos Esportes da França, Roxana Maracineanu, no último domingo (4), após o país entrar em um terceiro lockdown para conter a propagação do coronavírus.

"Esta decisão foi debatida com a Diretoria de Grand Slams, e, dadas as circunstâncias excepcionais, tem todo o apoio do Aberto da Austrália, de Wimbledon e do Aberto dos Estados Unidos", disse Wimbledon em comunicado.

Com o adiamento, torneios de grama programados para começar em 7 de junho em s'Hertogenbosch (WTA e ATP), Stuttgart (ATP) e Nottingham (WTA) devem coincidir com a segunda semana de Roland Garros.

Rafael Nadal faz aquecimento em quadra de Roland Garros em 2019
Rafael Nadal faz aquecimento em quadra de Roland Garros antes de partida do torneio em 2019
Foto: Reuters

O presidente da FFT, Gilles Moreton, disse que a entidade tomou a decisão depois de consultar as autoridades públicas, os organismos que governam o tênis internacional e seus parceiros e transmissores.

A entidade espera que o adiamento permita o acolhimento de mais torcedores nas dependências do que em 2020, quando só mil pessoas por dia podiam acompanhar partidas. "Para os torcedores, os jogadores e o clima, a presença de espectadores é vital para nosso torneio, o evento esportivo internacional mais importante da primavera."