Ferj recua e mantém final do Campeonato Carioca no Maracanã

A decisão entre Flamengo e Fluminense tinha possibilidade de acontecer em Brasília

Iuri Corsini, da CNN, no Rio de Janeiro
18 de maio de 2021 às 15:38 | Atualizado 18 de maio de 2021 às 15:54
Flamengo e Fluminense
Flamengo e Fluminense
Foto: Alexandre Brum/Enquadrar/Estadão Conteúdo

A segunda partida da final do Campeonato Carioca entre Flamengo e Fluminense, no próximo sábado (22), às 21h, será no Maracanã. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (18), pelo Diretor do Departamento de Competições (DCO) da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Marcelo Carlos Nascimento Vianna. 

Na última segunda-feira (17), a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) informou que estudava levar a segunda partida da decisão para fora da cidade, com a ideia inicial de o jogo ser disputado em Brasília e com público. A CNN teve acesso ao documento que embasou a decisão da Ferj. Um dos motivos para manter a final no Maracanã foi o estado do gramado, além de “questões técnicas” do estádio pleiteado (o Mané Garrincha, em Brasília). 

O diretor do Departamento de Competições (DCO) da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, Marcelo Carlos Nascimento Vianna, destacou que o DCO tem competência para alterar o local dos jogos, a seu critério, a fim de não prejudicar o campeonato.

O documento da Ferj também elencou que “compete ao clube mandante indicar expressamente o local da realização da sua partida”. Porém, deixou de mencionar que essa possibilidade não poderia acontecer na final do campeonato, como exposto no artigo 20, inciso VI, que diz que “partidas das finais do campeonato serão realizadas no estádio do Maracanã”. 

Procurado pela CNN, o Clube de Regatas do Flamengo disse que não vai se pronunciar sobre o caso. Já o Fluminense, por meio de nota, esclareceu que “não foi procurado e que, portanto, não teve ciência por nenhuma das partes envolvidas sobre a tentativa de mudança de local da partida”, O clube também afirmou que mesmo se tivesse sido procurado, não aceitaria a mudança pois, de acordo com a nota, estaria infringindo o regulamento da competição além de infringir as normas sanitárias em vigor.

Confira a nota do Fluminense na íntegra:

“O Fluminense Football Club esclarece que não foi procurado e que, portanto, não teve ciência por nenhuma das partes envolvidas sobre a tentativa de mudança de local da partida. O Fluminense esclarece ainda que, mesmo que tivesse sido procurado para tal mudança, não a aceitaria, conforme já esclareceu a alguns jornalistas. A troca, sem justo motivo, demonstraria infringência clara ao regulamento da competição previamente aprovado entre os clubes. Além disso, seria infringência das normas sanitárias de controle da pandemia. O clube segue focado no confronto de hoje pela Libertadores e honrando seus compromissos nas competições que disputa”.