Após publicação interpretada como homofóbica, Maurício Souza é afastado pelo Minas Clube

Atleta criticou, na semana passada, bissexualidade do personagem Super-Homem; em rede social com poucos seguidores, ele se retratou e pediu desculpas 'a todos a quem ofendeu'

Nathallia Fonsecada CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O Minas Clube afastou, na terça-feira (26), o jogador de vôlei Maurício Souza. A decisão ocorreu após a manifestação dos principais patrocinadores do clube, que reprovaram a atitude do central em criticar publicamente o anúncio da DC Comics a respeito da bissexualidade do personagem Super-Homem.

A publicação do atleta, feita na semana passada, causou grande repercussão negativa entre torcedores. A princípio, o Minas Clube anunciou que trataria o assunto internamente, reforçando não aceitar “manifestações homofóbicas, racistas ou qualquer manifestação que fira a lei.”

Uma reunião entre clube e anunciantes, porém, ocorreu neste terça-feira e determinou o afastamento do jogador, além de multa e necessidade de retratação pública imediata. A decisão foi igualmente publicada em comunicado oficial nas redes sociais.

“Pessoal, após conversar com meus familiares, colegas e diretoria do Clube, pensei muito sobre as últimas publicações que eu fiz no meu perfil. Estou vindo a público pedir desculpas a todos a quem desrespeitei ou ofendi, esta não foi minha intenção”, escreveu o jogador, em retratação.

O texto foi divulgado no Twitter de Maurício Souza, que na ocasião contava com menos de 100 seguidores. A publicação inicial, com conteúdo interpretado como homofóbico, porém, constava na página do atleta no Instagram, com cerca de 250 mil seguidores.

Mais Recentes da CNN