Maracanã fechará por 11 dias para troca do gramado

Flamengo e Fluminense, concessionários do estádio, criticavam o mau estado da grama, muito afetada pelo clima

Isabele Rezende e Jairo Nascimento, da CNN, no Rio

Ouvir notícia

Depois de meses fechado pela pandemia de coronavírus, as atividades no estádio Maracanã serão suspensas novamente, agora por 11 dias, para troca do gramado.

A vitória do Fluminense por 1 a 0 contra o Atlético Goianiense, na quarta-feira (16), pela Copa do Brasil, foi o último jogo antes da pausa.

A previsão de retorno é para o dia 28 no jogo entre Fluminense e Coritiba – pelo Brasileirão. O estádio também deve ser usado dois dias depois no jogo entre Flamengo e Independiente del Valle, do Equador, pela Libertadores da América.

Assista e leia também:

Maracanã 70 anos: Zico, maior artilheiro do estádio, relembra momentos marcantes

Flamengo cobra dívida de quase R$ 1 milhão do hospital de campanha do Maracanã

Área queimada no Pantanal equivale a 3 milhões de estádios do Maracanã

O gramado do estádio recebeu críticas dos concessionários, Flamengo e Fluminense, pelo mau estado – o setor Sul, da Rua Eurico Rabello até a região próxima ao meio campo, era o com mais problemas.

A explicação para o gramado do estádio estar ruim é o clima. O setor Norte não recebe sol nessa época do ano, enquanto o Sul está exposto a ele o ano inteiro.

Jogadores de Fluminense e Atlético-GO se enfrentam no Maracanã
Jogadores de Fluminense e Atlético-GO se enfrentam no Maracanã na última partida no estádio antes da troca do gramado
Foto: Lucas Merçon -16.set.2020/ Fluminense F.C.

No setor norte, em direção à Estátua do Belini, uma parte da grama já havia sido substituída após o fim do Campeonato Carioca.

Desde a retomada do futebol, o Maracanã tem recebido as partidas de diversas competições em jogos sem a presença de torcida.

Mais Recentes da CNN