Nadal sai do US Open por lesão e ficará fora do restante da temporada de 2021

O quarto melhor do mundo também não participou da Olimpíada de Tóquio e Wimbledon

Rafael Nadal comemora match point em jogo pelo US Open de 2019
Rafael Nadal comemora match point em jogo pelo US Open de 2019 Foto: Robert Deutsch/USA Today/Reuters

Ben Morse e Aleks Klosok, da CNN

Ouvir notícia

Rafael Nadal anunciou na sexta-feira (20) que perderá o restante da temporada de 2021 com uma lesão no pé e, portanto, não participará do US Open deste mês – o último grand slam de tênis do ano.

Em um comunicado publicado nas redes sociais, o quarto melhor do mundo disse que estava sofrendo “muito mais do que deveria” com uma lesão no pé, acrescentando que a decisão de encerrar sua temporada de 2021 era “o caminho a seguir para se recuperar e se recuperar bem.”

O espanhol, que tem um recorde de 20 títulos de Grand Slam em seu nome, anunciou em junho que não participaria de Wimbledon e das Olimpíadas de Tóquio, dizendo que queria “prolongar minha carreira e continuar fazendo o que me faz feliz.”

A última saída de Nadal em uma quadra de tênis foi no Citi Open em Washington DC no início de agosto, onde sofreu uma derrota nas oitavas de final para o sul-africano Lloyd Harris.

Seu anúncio veio poucos dias depois de Roger Federer dizer que também perderia o US Open para se submeter a outra cirurgia no joelho, o que o deixará afastado por “muitos meses”.

O atual campeão Dominic Thiem também saiu de Flushing Meadows e vai perder o resto da temporada devido a uma lesão no pulso.

O astro de 27 anos disse na quarta-feira que não se recuperou da lesão no Aberto de Maiorca em junho, último torneio que disputou antes de se retirar de Wimbledon e das Olimpíadas de Tóquio no início deste verão.

Na ausência de Nadal, Federer e Thiem, a estrada parece mais tranquila para Djokovic, pois ele pretende reivindicar um memorável feito – vencer todos os quatro Grand Slams no mesmo ano.

O sérvio, que também busca o 21º título de grand slam de simples recorde, falhou em sua busca por um Golden Slam histórico no tênis masculino nas Olimpíadas de Tóquio 2020 – vencer os quatro Grand Slams e uma medalha de ouro olímpica nos mesmos 12 meses – ao perder nas semifinais.

Se vencesse em Nova York, ele se tornaria o primeiro jogador no tênis individual masculino a completar a conquista desde que Rod Laver o fez pela segunda vez em 1969.

O US Open deste ano está programado para começar em 30 de agosto e vai até 12 de setembro em Nova York.

(Texto traduzido. Leia o original em inglês.)

Mais Recentes da CNN