Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Acordo de 50 anos: Vasco, Cruzeiro, Botafogo, Coritiba e LFF fecham com investidores

    Negociação por cessão de direitos de TV vai valer a partir de 2025

    Vasco e Botafogo fazem parte do bloco independente
    Vasco e Botafogo fazem parte do bloco independente Vítor Silva/Botafogo

    Matheus Muratorida Itatiaia

    Criadores de um bloco único na tentativa de fundar uma liga de futebol no Brasil, Cruzeiro, Vasco da Gama, Botafogo, Coritiba, junto com a Liga Forte Futebol (LFF), formalizaram nesta segunda-feira (10) um acordo com investidores para cessão dos direitos de TV do Campeonato Brasileiro por 50 anos a partir de 2025.

    Segundo comunicado dos quatro clubes (leia, mais abaixo, o texto na íntegra), o investimento partirá dos grupos Serengeti Asset Management e Life Capital Partners. As duas empresas também foram captadas para investir na LFF, com promessa de R$ 2,3 bilhões.

    Até 2024, o Campeonato Brasileiro seguirá sendo organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entidade maior do futebol brasileiro. A comercialização dos direitos televisivos é um dos principais pontos de debate entre os clubes.

    Leia a nota dos clubes

    Além da LFF, a Liga Brasileira (Libra) é outro grupo de clubes que tenta a criação de um torneio. Veja, abaixo, o posicionamento de Cruzeiro, Vasco, Botafogo e Coritiba após o acordo com a LFF:

    É com satisfação que Botafogo, Coritiba, Cruzeiro, Vasco e Liga Forte Futebol anunciam que firmaram um acordo de investimento com a Serengeti Asset Management e a Life Capital Partners para os próximos 50 anos, a partir de 2025.

    Em consonância com este acordo, que estabelece um mesmo modelo comercial válido para todos os clubes, decidimos unificar nossos esforços e formar um bloco comercial único para a venda coletiva de nossos direitos de transmissão a partir de 2025 e nos 50 anos subsequentes.

    Ao considerarmos os últimos 5 anos, nosso bloco comercial será composto na média por 13 times jogando na série A do Campeonato Brasileiro, apresentando uma média de 6.5 jogos por rodada.

    Esses 4 clubes se reuniram com o propósito de ser a ponte entre os clubes da Liga Forte Futebol e da Libra, incentivando o diálogo com todos os clubes com o objetivo de criar a tão almejada Liga Unificada no Brasil.

    Acreditamos que esta nova parceria fortalecerá o futebol brasileiro, tornando-o mais competitivo, atrativo, sustentável e capaz de nos próximos anos disputar uma posição entre as maiores ligas do mundo.

    Libra

    A Libra, formada por 15 clubes, defende um período de transição da seguinte forma: 40% das receitas igualitárias, 30% por performance e 30% por engajamento. Depois do período de cinco anos, os percentuais ficariam: 45% de maneira igualitária, 30% por performance e 25% por engajamento.

    Liga Forte Futebol do Brasil

    A LFF atualmente é formada por 25 clubes: ABC, Athletico-PR, Atlético, América, Atlético-GO, Avaí, Brusque, Chapecoense, Ceará, Criciúma, CRB, CSA, Cuiabá, Figueirense, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Internacional, Juventude, Londrina, Náutico, Operário-PR, Sport, Vila Nova e Tombense.

    Esse bloco propõe que a diferença máxima entre o clube que mais recebe e o que menos recebe seja de 3,5x desde o princípio, sem um período de transição. No modelo final, essa diferença seria de 1,4x. Os blocos de repasse seriam os mesmos da Libra:

    • 45% da arrecadação dividia igualmente;
    • 30% conforme a performance da equipe;
    • 25% baseado em audiência.

    Na simulação de divisões da LFF, o Flamengo (1º faturamento) faturaria R$ 225,46 milhões, enquanto o América (20º faturamento) receberia R$ 116,03 milhões – considerando os times da Série A – o que corresponde a 1,4x menos.

    A longo prazo, a ideia da LFF é se aproximar de ligas já estabelecidas e mais igualitárias, sempre citando a Premier League. Isso porque o futebol inglês, desde a unificação em uma liga no começo dos anos 1990, trabalha com menor distanciamento entre as arrecadações – a proporção atual está em 1,5x.

    Como é a divisão de times por blocos

    • Libra: Bahia, Corinthians, Flamengo, Grêmio, Guarani, Ituano, Mirassol, Novorizontino, Palmeiras, Ponte Preta, Bragantino, Sampaio Corrêa, Santos, São Paulo e Vitória.
    • LFF: ABC, Athletico, Atlético, América, Atlético-GO, Avaí, Brusque, Chapecoense, Ceará, Criciúma, CRB, CSA, Cuiabá, Figueirense, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Internacional, Juventude, Londrina, Náutico, Operário, Sport, Vila Nova e Tombense.
    • Independentes: Botafogo, Cruzeiro, Vasco da Gama e Coritiba.

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original