Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Campeões, trabalhos longevos e estrangeiros: raio-x dos técnicos do Brasileirão

    Argentinos e portugueses comandam oito de 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, que reúne diferentes gerações de treinadores na elite do futebol nacional

    Técnicos do Cruzeiro, Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG
    Técnicos do Cruzeiro, Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG Reprodução / Cruzeiro / Palmeiras / Flamengo / Atlético-MG

    Matheus Dantasda Itatiaia

    A Série A do Brasileirão começa neste sábado (13), com três jogos da primeira rodada, e a Itatiaia apresenta um raio-x dos técnicos dos 20 clubes da elite do futebol nacional. Entre os responsáveis por comandarem as equipes na briga pelo título, por vagas nas competições internacionais e contra o rebaixamento, estão os mais diversos profissionais.

    Quatro campeões na disputa

    Entre os 20 técnicos que iniciam o Campeonato Brasileiro, quatro já levantaram o troféu. Começando pelo atual bicampeão Abel Ferreira, treinador do Palmeiras nos títulos de 2022 e 2023.

    Além do português, outros dois nomes já foram campeões duas vezes da Série A. Hoje no Athletico, Cuca venceu em 2016, com o Palmeiras, e em 2021, com o Atlético-MG.

    Já Tite conquistou as edições de 2011 e 2015, ambas pelo Corinthians. Rogério Ceni, atual treinador do Bahia, completa a lista: esteve no comando do Flamengo em 2020.

    Os trabalhos mais longevos

    A Série A do Brasileirão começa com seis técnicos há mais de um ano no cargo. Abel Ferreira é o recordista, à frente do Palmeiras desde outubro de 2020. São 1.261 dias no comando do Alviverde, levando em consideração a data do anúncio e o início da primeira rodada, neste sábado. Veja os trabalhos mais longevos abaixo.

    • Abel Ferreira, no Palmeiras desde 30/10/20: 1261 dias
    • Pablo Vojvoda, no Fortaleza desde 4/5/21: 1075 dias
    • Cláudio Tencati, no Criciúma desde 5/10/21: 921 dias
    • Fernando Diniz, no Fluminense desde 30/4/22: 714 dias
    • Pedro Caixinha, no Bragantino desde 10/12/22: 490 dias
    • Léo Condé, no Vitória desde 7/2/23: 431 dias

    Por outro lado, os trabalhos mais curtos são de Artur Jorge e Fernando Seabra. O português foi anunciado pelo Botafogo há oito dias, enquanto Seabra acertou com o Cruzeiro há quatro dias.

    • Fernando Seabra, no Cruzeiro desde 9/4/24: quatro dias
    • Artur Jorge, no Botafogo desde 5/4/24: oito dias
    • Gabriel Milito, no Atlético-MG desde 24/3/24: 20 dias
    • Cuca, no Athletico desde 4/3/24: 40 dias
    • António Oliveira, no Corinthians desde 9/2/24: 64 dias
    • Luiz Fernando Iubel, no Cuiabá desde 9/2/24: 64 dias

    Argentinos e portugueses no comando

    Os estrangeiros seguem em alta na elite brasileira. Na largada da Série A de 2024, oito dos 20 clubes são comandados por técnicos gringos, com quatro portugueses e quatro argentinos.

    Os europeus são Abel Ferreira (Palmeiras), Pedro Caixinha (Bragantino), António Oliveira (Corinthians) e Artur Jorge (Botafogo), enquanto os sul-americanos são Vojvoda (Fortaleza), Ramón Díaz (Vasco), Coudet (Internacional) Milito (Atlético-MG).

    O mais jovem e o mais experiente

    No comando do Vasco, o argentino Ramón Díaz é o treinador mais experiente: tem 64 anos e completará 65 no dia 29 de agosto.

    Luiz Fernando Iubel, auxiliar que dirige o Cuiabá desde a saída de António Oliveira, é o mais jovem da Série A: fez 35 anos em 13 de março.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas