Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Conselheiro do Fortaleza é detido por importunação sexual e renuncia

    Denúncia de importunação sexual ocorreu no sábado (3), durante o jogo do Leão contra o América-RN, pela Copa do Nordeste

    Arena Castelão, estádio do Fortaleza
    Arena Castelão, estádio do Fortaleza Reprodução/Instagram Fortaleza

    Marcel Rizzoda Itatiaia

    A direção do Fortaleza anunciou a renúncia de um membro suplente do Conselho Fiscal acusado de assediar uma prestadora de serviços durante o jogo do Leão contra o América-RN no sábado (3), na Arena Castelão, pela Copa do Nordeste. O nome do homem não foi divulgado.

    A mulher de 18 anos disse ter sido beijada sem consentimento enquanto trabalhava no Setor Premium do estádio. Ela fez a denúncia na delegacia da arena, e o homem, de 44 anos, foi preso em flagrante, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará. Câmeras de segurança flagraram o momento.

    Ele foi levado pelos policiais militares à Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza onde foi autuado por importunação sexual. Em seguida, o suspeito foi colocado à disposição da Justiça. Ele passou por uma audiência de custódia e foi liberado.

    Em nota, a direção do Fortaleza informou que o membro suplente do Conselho Deliberativo do Fortaleza renunciou à vaga no mesmo dia. O clube afirmou ainda que “lamenta profundamente os acontecimentos do último sábado (3) e disponibiliza-se a colaborar integralmente com as investigações, bem como a oferecer suporte psicológico e jurídico à vítima”.

    Em entrevista ao G1, Iury Ribeiro, advogado do acusado, disse que houve um mal-entendido e que ele confundiu a mulher com uma conhecida. “Para a acusação de importunação sexual é importantíssimo a observação do dolo de satisfação de lascívia própria ou de terceiro, e em nenhum momento isso aconteceu, as próprias filmagens e relatos de testemunhas afirmaram que o senhor apenas se confundiu”, disse o advogado.

    Veja na íntegra a nota do Fortaleza:

    O Fortaleza Esporte Clube repudia qualquer forma de violência contra as mulheres, tanto nas dependências esportivas quanto fora delas.

    O Clube lamenta profundamente os acontecimentos do último sábado (3) e disponibiliza-se a colaborar integralmente com as investigações, bem como a oferecer suporte psicológico e jurídico à vítima.

    Em inúmeras ocasiões, o Fortaleza tem promovido e apoiado iniciativas voltadas à prevenção de variadas manifestações de violência, como o combate ao feminicídio, a divulgação do Disque 180, a campanha da câmara do desrespeito e campanha #ElasSãoInsubstituíveis, por exemplo.

    Além disso, há mais de um ano, o Clube recebe em todos os seus jogos na Arena Castelão o Ônibus Lilás, unidade móvel da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), do Governo do Estado do Ceará, que presta assistência às mulheres em situação de violência.

    Por tudo isso, o Clube seguirá vigilante no combate à violência de gênero e suas mais diversas manifestações.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original