Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Duílio Monteiro Alves explica dívidas e pagamento da Arena: “Nunca anunciei que paguei”

    Ex-presidente do Corinthians participou do Domingol com Benja deste domingo (10)

    Da CNN

    O ex-presidente do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, participou do Domingol com Benja deste domingo (10) em direito de resposta às críticas feitas durante o programa pelo apresentador Benjamin Back e pelo comentarista Mano.

    Um dos assuntos abordados foi a dívida do Corinthians, que em grande parte se deve ao pagamento da Neo Química Arena com a Caixa Econômica Federal.

    “Sobre Arena, nunca anunciei que paguei. Eu fui em Brasília e nunca menti pra ninguém e a Caixa não desmentiu, como foi colocado aqui. Eu fui, foi um ato público, a Caixa soltou uma nota oficial. O Corinthians fez duas propostas de pagamento que podiam ser viáveis, o presidente da Caixa esteve na nossa Neo Química Arena. Agora eu não ia fazer aquilo naquele momento por que era perto de eleição? Eu não falei que foi feito. Tanto que o Augusto está indo lá e está seguindo o acordo e, se Deus quiser, vai sair. Eu jamais vou prejudicar o Corinthians, jamais vou jogar uma bomba quando eu sair”, disse o ex-mandatário corintiano.

    Além da Neo Química Arena, Duílio foi questionado sobre dívidas com empresários e jogadores.

    “Se os contratos dos empresários tivessem sido cumpridos há muito tempo, de 10 anos pra cá, não teria essas dívidas. Ponto. Já está uma parte boa respondida. Eu paguei muito dos empresários, muitas partes. Então outra informação que foi dada aqui, do Will Dantas, que devia R$30 milhões, eu não vou falar o número que paguei aqui publicamente, porque acho que isso é um problema dele pessoal, mas desse valor eu paguei uma parte muito grande. Faltou uma parte sim, uma parcela que era pra terminar no fim do ano e, infelizmente, eu não tive receita pra isso. Por problemas de caixa, como acontece todos dias no Corinthians na minha gestão e eu falei isso claramente todos os dias”, explicou.

    O ex-presidente do Corinthians também voltou a afirmar que sua gestão não contratou muitos jogadores para não ser irresponsável financeiramente.

    “Eu não contratei na minha gestão pra não ser irresponsável e apanhei porque não contratei. Era muito fácil eu montar uma seleção, eu sempre falei isso, pra montar um time você demora 10 minutos. E eu tinha credibilidade no mercado e o Corinthians tinha. A gente montaria o time como quisesse, diferente do que estão falando aí”, concluiu.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas