Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Multa de Carlos Miguel diminui, e Corinthians corre por novo contrato

    Goleiro tem multa tida como baixa para o mercado estrangeiro, levantando preocupação no Timão

    Carlos Miguel é o titular no gol do Timão
    Carlos Miguel é o titular no gol do Timão Rodrigo Coca / Corinthians

    Luis Fabianida Itatiaia

    O Corinthians corre nos bastidores para oferecer um novo contrato ao goleiro Carlos Miguel. O camisa 22, que assumiu o posto de titular após a saída de Cássio, tem uma multa rescisória considerada baixa para o mercado estrangeiro.

    Conforme divulgado pelo presidente Augusto Melo, do Corinthians, em entrevista ao influenciador Cross, o valor da multa caiu radicalmente após a virada do ano. Para romper o contrato, basta o pagamento de 4 milhões de euros (R$22,2 milhões) aos cofres do Timão.

    “Nessa gestão é diferente. Carlos Miguel tinha um contrato que até dezembro era 50 milhões de euros a multa e a partir de janeiro vira 4 milhões de euros. Estamos em conversas com o empresário, ele quer performar mais no Corinthians. Tivemos uma conversa boa no sábado e estamos felizes, não vão criar problema. Vamos dar estrutura para ele seguir carreira até se aposentar no Corinthians”, disse o dirigente.

    Carlos Miguel possui contrato com o Corinthians somente até o final de 2025. Uma renovação contratual do jogador incluiria não só um aumento na multa rescisória, como também nos salários do jogador, agora titular do clube. Sem Cássio, que acertou com o Cruzeiro, o camisa 22 assumiu a titularidade absoluta da meta alvinegra.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original