Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    FIFA se diz confiante para uso de VAR semiautomático na Copa do Mundo

    Tecnologia promete detectar impedimentos em questão de segundos; presidente da entidade disse que testes com inteligência artificial continuarão nos próximos meses, mas há "progresso significativo"

    IFAB aprova nova regra de cinco substituições no futebol de forma definitiva
    IFAB aprova nova regra de cinco substituições no futebol de forma definitiva Reprodução / IFAB

    Mark Gleesonda Reuters

    em Doha

    A Fifa está confiante de que a tecnologia semiautomatizada para auxiliar nas decisões mais rápidas do VAR pode estar pronta para a Copa do Mundo no Catar no final deste ano, disse o presidente da entidade máxima do futebol mundial, Gianni Infantino, nesta segunda-feira (13).

    Os testes com a tecnologia de inteligência artificial (IA) continuarão nos próximos meses, mas Infantino disse que houve um “progresso significativo”.

    “Testamos no Mundial de Clubes e parece muito bom. Estamos muito satisfeitos e tomaremos uma decisão antes do torneio”, disse Infantino em entrevista coletiva em Doha após a reunião do Conselho da Associação Internacional de Futebol (IFAB, na sigla em inglês), entidade que regulamenta as regras do futebol.

    Pierluigi Collina, presidente do Comitê de Arbitragem da Fifa, acrescentou: “Estou confiante de que isso pode acontecer”.

    O VAR semiautomático, que promete permitir a detecção de um impedimento em segundos, usa a detecção automática de bola e cria modelos tridimensionais da posição de um jogador instantaneamente.

    O IFAB ratificou, como já se esperava, o uso de cinco substituições nas regras do futebol.

    Essa medida foi introduzida pela primeira vez como um ajuste nas regras por causa da pandemia de Covid-19, mas agora se tornou permanente, embora seu uso em diferentes competições permaneça a critério do órgão organizador das partidas.

    A Premier League, por exemplo, havia permitido cinco substituições quando a ideia foi lançada pela Fifa em maio de 2020, mas voltou a ser três substituições nas duas últimas temporadas.

    No entanto, a liga inglesa concordou com a permissão de cinco substituições a partir da próxima temporada.

    Também foi decidido aumentar o número máximo de substitutos no banco de 12 para 15 – novamente a critério do órgão organizador da competição.

    Essas mudanças entrarão em vigor em 1º de julho.

    O IFAB também discutiu ataques a árbitros e a possibilidade de uso de câmeras corporais que atuariam como um bloqueio [para os ataques], bem como coleta de evidências.

    “Os árbitros vão lucrar com a possível proteção, que infelizmente ainda acontece em muitas partes do mundo”, disse Infantino.

    “Temos ataques contra eles de jogadores, dirigentes, espectadores e temos que ser muito firmes a respeito”.